segunda-feira, 4 de abril de 2011

Afinal, é só pedir perdão

Um dia desses eu tava chegando na empresa onde trabalho e vi uma cena que me chamou a atenção.

O motorista de um dos veículos da empresa, estava esperando o semáforo da estrada que fica na frente da guarita fechar para ele poder sair. Só que ele dava sinais de que tava impaciente com a demora do semáforo fechar e, de repente, ele acelerou com tudo o carro e atravessou na frente de alguns carros que estavam na estrada. Foi uma manobra perigosa. Tanto que um dos carros teve que dar uma freada brusca e, por pouco, não causou um acidente ali, bem em frente a empresa.

Não sei se isso causou algum problema pra esse motorista depois que ele voltou pra empresa. Os seguranças viram o que aconteceu, porque essa manobra arriscada foi bem na frente da guarita. E o carro que ele tava tinha um adesivo grande com a logomarca da empresa, o que deixava as coisas ainda mais complicadas pro lado dele. A empresa podia até mesmo dar um punição a ele por isso. Aliás ele levava o nome da empresa no carro.

Muitas pessoas pensam que Deus não tem o direito de "punir" a gente pelas coisas que a gente faz. Como Deus é conhecido como o "Deus de Amor", pensam que é obrigação dEle passar a mão na nossa cabeça e relevar todas as coisas que a gente faz de errado. Afinal, é só pedir perdão e tá tudo resolvido!

O que não lembramos é que nós levamos conosco o nome que está acima de todos os nomes. O nome que é santo, o nome do Grande Deus EU SOU! Assim como esse motorista estava "sujando" o nome da empresa com aquela manobra arriscada e perigosa, quantas vezes nós "sujamos" o nome de Deus com as coisas que fazemos?

Nossas atitudes, muitas vezes, aparentam que é Deus quem está levando o nosso nome e não o contrário. Parece que nós é quem somos o protagonista da história. Mas em Ezequiel 36, versículos 22 e 23 diz o quanto Deus zela pelo Seu nome:

- Assim diz o Soberano Senhor: Não é por causa de vocês, ó nação de Israel, que vou fazer essas coisas, mas por causa do meu santo nome, o qual vocês profanaram entre as nações para onde foram. Mostrarei a santidade do meu santo nome, o qual foi profanado entre as nações, o nome que vocês profanaram no meio delas. Então as nações saberão que eu sou o Senhor, palavra do Soberano Senhor, quando eu me mostrar santo por meio de vocês diante dos olhos delas.

Saiba de algumas coisas: você não é o ator principal! O seu nome não é santo! Você não é soberano nem mesmo sobre a sua própria vida! Então, até quando você vai profanar o nome Santo de Deus? Até quando você vai dizer que é cristão e vai manter uma vida fora dos padrões cristãos? Até quando você vai viver essa falsidade consigo mesmo? Nunca esqueça que Deus zela pelo Seu santo nome!!!

Reavalie a forma como você tem vivido!

Abraços!

Um comentário:

Luíza Britto disse...

Pra mim esse foi um dos melhores texto, se não foi o melhor. a comparação com o nome do carro da empresa, com a gente levar o nome de Deus, foi muito bom. e é exatamente isso, nos levamos o nome de Deus, e esse nome é santo, não podemos suja-lo! Gostei MUITO, parabens!!! (: