segunda-feira, 8 de novembro de 2010

É óbvio que não!

Sabe aquelas pessoas que tem uma dificuldade gigante de pensar antes de falar ou fazer alguma coisa? Ops, você é assim? Me desculpa! Nada pessoal! Hehe!!!

Então, eu tenho um amigo que é assim e um tempão atrás ele me disse que tava no trânsito, todo apressado. Aí aconteceu uma coisa super normal de acontecer e eu sei que vocês vão concordar comigo. É exatamente nos dias que a gente mais tá mais com pressa, que as outras pessoas resolvem passear pela cidade. Parece que nesses dias, a velocidade máxima é 20km/h. Não é assim mesmo? Você também deve ter várias histórias parecidas!

Esse meu amigo me disse que nesse dia tinha um carro na frente dele que não andava e nem dava espaço pra ele ultrapassar. E pra piorar, a pista só tinha uma faixa. Ele buzinava, colava no carro do cara da frente e nada! Ele chegou a perceber que o cara tava impedindo ele de passar de propósito. Mas aí apareceu um espacinho pra ele ultrapassar o cara. E ele não perdeu tempo. Foi parando do lado do carro do cidadão, já baixando o vidro e viu que o cara tava fazendo o mesmo. O sangue ia esquentando a cada centímetro e quando colocou o carro dele do lado do carro do cara e olhou pra dentro do outro carro, foi quando ele viu que… era o pastor da igreja dele!

Ele engoliu tudo o que queria dizer naquele momento e, todo sem graça, disse:

- A paz do Senhor, pastor!

Eu não me contive e perguntei:

- Era isso o que você queria falar?

- É óbvio que não! - Ele me respondeu.

É impressionante que são nessas situações que a gente percebe a dificuldade de ter uma das partes do fruto do Espírito: domínio próprio! É sinistro conseguir ter isso! Diz ai… Né mesmo?

No Salmo 19:14 o salmista pede: "que as palavras da minha boca e a meditação do meu coração sejam agradáveis a ti, Senhor."

Caramba! Se não bastassem as palavras, ainda tem a meditação do coração! Pegou pesado!

Esse meu amigo conseguiu tornar as palavras da boca dele "agradáveis" ao Senhor, mas como será que tava a meditação do coração dele? Será que eram agradáveis ao Senhor? Acho que não! Então não tenho dúvidas em dizer que as palavras não valeram de nada.

Vamos ficar ligados, primeiramente, na meditação do nosso coração.

Quando reagimos à alguma situação inesperada no nosso dia-a-dia de forma que é irrepreensível na Palavra de Deus, é que a gente percebe que o verdadeiro cristianismo tá fincado na nossa vida.

Abraços!

4 comentários:

Lilian disse...

estamos realmente muito preocupados com nosso falar e nem um pouco com a meditação do coração!! benção.. gostei mesmo!

Aline disse...

Precisamos ter o domínio próprio, saber nos conter e ponderar as palavras nas horas difíceis.


Salmo 119:11 "GUARDEI TUA PALAVRA NO MEU CORAÇAO PARA NAO PECAR CONTRA TI"

Deus te abençoe!

Kadija Teles disse...

Cleber, olha só, de tanto vc fazer propaganda do seu blog eu tive que vir aqui visitá-lo...Eu tbem tenho um blog, mas ultimamente minha cabeça tá tão focada em outras coisas, que nem tenho tido tempo de dar assistência ao pobre coitado
Acontece que ultimamente eu tenho ouvido tanto absurdo sobre o trânsito de nossa cidade, que acho q vou fazer um post sobre isso
A respeito dessa situação que vc acabou de citar, eu acho o seguinte: Seu amigo tá errado em dizer umas poucas e boas pra o pastor dele, mas tbem bem q o pastor dele poderia ter ajudado, né? Se a gente pensar que gentileza gera gentileza, fica mais fácil conviver uns com os outros. Nós como cristãos temos que dar exemplo também de como viver em sociedade, não é mesmo? Eu mesmo quando estou na pista da esquerda e tem alguém atrás de mim dando sinal de "luz", sempre dou passagem..Quantos fazem isso?
Quando vejo que tem alguém desesperado pra passar, sempre que posso, dou vez a essa pessoa.Às vezes pode ser um médico precisando fazer uma cirurgia de urgência, uma pessoa levando outra pro hospital passando mal...Nunca sabemos..
Enfim, além do domínio próprio, estamos precisando também de respeito, de saber conviver uns com os outros...entender nossas diferenças...Por que tá brabo, viu?
beijo grande pra vc...Vou passar mais por aqui, viu?
Kadija

Ponês disse...

Cleber,
atualizei minha leitura do seu Blog.
Cara!! é fascinante a forma que você escreve. Você fala sobre situações, onde nós como ser humanos passamos, mais não vemos.Boa Sorte.
Deus te abençoe!!!
Suíno.