terça-feira, 30 de novembro de 2010

Quer dizer que as mulheres sofrem mais do que isso?

Os homens vão concordar comigo: não sentir cólica todo mês é uma das inúmeras vantagens de ser homem. É algo maravilhoso! Tenho amigas que já chegaram a desmaiar por causa das dores!

- Deus, muito obrigado por eu ser homem e por não sentir isso todo o mês!

Porém, uma vez que eu fui pego de surpresa. Estava andando por Vilas, logo depois do almoço e, de repente, algo começou a me incomodar. Começou apenas com um incômodo, mas foi piorando, piorando, quando, de uma hora pra outra, veio uma dor tão forte, mas tão forte que eu parei ali mesmo onde estava. Eu não consegui mais andar. Parecia que tinha uma faca dentro de mim cortando tudo lá dentro. Eu não imaginava que um dia eu pudesse sentir isso. Era sintomas de cólica intestinal.

Não sei quem já sentiu isso, mas posso dizer: é desesperador! É uma dor muito forte! Muito mesmo. Óbvio, eu não fiz todo aquele escândalo que as mulheres fazem. Óbvio.

Como bom curioso, fui pesquisar sobre essa dor e descobri algo que fui obrigado a da valor às mulheres. Vi que a dor de uma cólica intestinal é muito inferior à cólica menstrual. Foi aí que fiquei pensando:

- Como assim? Parecia que eu iria "ter filho" ali no meio da rua. Caraca, doía muito! Então quer dizer que as mulheres sofrem mais do que isso?

Não resisti, dei um glória a Deus com muito mais força. Muito mais agradecido. Ele foi muito bondoso em me fazer homem! Te amo, Deus!!!

Mas essa dor, tanto a que eu senti, quanto a que as mulheres sentem, me faz refletir sobre a situação do igreja nesses últimos tempos. Em Isaías 26: 17-18 diz:

"Como a mulher grávida prestes a dar à luz se contorce e grita de dor, assim estamos nós na tua presença, ó Senhor. Nós engravidamos e nos contorcemos de dor, mas demos à luz o vento. Não trouxemos salvação à terra; nem demos à luz os habitantes do mundo."

O quadro de muitas pessoas, infelizmente, é de cólica. Uma dor que vem, passa e não deixa nada mais, a não ser a lembrança. E não é uma lembrança nada legal. Temos visto por aí muito barulho, muitas caras e bocas, tem muita gente levantando as mãos, se dispondo a fazer e acontecer, se contorcendo nos "ajuntamentos solenes" e, por fim, dão à luz a que? De que tem servido toda essa agitação? Esse teatro não vai servir pra nada. Nada! Cólica não gera filhos. O fruto disso nada mais é do que gritaria, choro, expressões e… vento!

E o que é que você tem dado à luz?

Reavalie a sua vida espiritual!

Abraços!

3 comentários:

Juliana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Caraca Cleber...gostei muito! É verdade....as vezes tentamos barganhar com Deus,mas de nada adianta se não estarmos alí de coração aberto prostrados diante do nosso Rei! Esse texto me fez refletir bastante sobre a minha vida Esperitual! Beijos Bruna Bulcão

tiago disse...

bala! isso é verdade! e quer saber mais? depois de colica intestinal, vem a pior parte, se é que vc me entende! uehuehue...dificil é acreditar que depois de tanta presepada ainda saia o pior: "crap!"

boa beça!