quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Vou morrer!

Uma vez, quando eu morava no Rio de Janeiro ainda, saí com um primo e um amigo dele, que vou chama-lo carinhosamente de Vasfrânio. Nesse dia era aniversário da cidade de São João de Meriti e tava tendo uma grande festa num espaço em frente a um shopping, com direito a parque, rodeio, circo e show de bandas e cantores. Era perto da minha casa.

Depois que a gente saiu de lá, fomos dar umas voltas pela cidade, pegamos uma reta numa das principais ruas do bairro onde eu morava e, de repente, meu primo puxou o freio de mão e deu um 360º com o carro.

Esse foi o momento tenso. Eu tava sentado no banco do carona e com o braço apoiado na janela. Na hora que ele fez a manobra, a porta abriu e meu corpo foi junto. Não saí completamente do carro, porque fixei meu pé dentro do carro. Mas lá estava eu, com o braço preso na porta, o pé dentro do carro e o corpo esticado. Em frações de segundos, eu estava olhando pro chão passando bem abaixo de mim. Foram os milésimos de segundo mais longos da minha vida. Me lembro que na hora eu pensei:

- Vou morrer!

Foi ai que o Vasfrânio, amigo do meu primo, ficou em pé no banco de trás, projetou o corpo dele para o banco do carona e me puxou pelo pescoço. Doeu pra caramba, mas ele me salvou. Me lembro que passei bastante tempo agradecendo Vasfrânio por me salvar. Toda vez que o encontrava, o agradecia. Mas acabou que cada um seguiu sua vida, sem que um interferisse no caminho do outro. Até mesmo porque nós não éramos amigos. Ele era amigo do meu primo.

Me pergunto: Vasfrânio salvou a minha vida, mas isso causou alguma mudança em mim, além do sentimento de gratidão a ele? Não! Muitas pessoas tem Jesus apenas como seu Salvador. São gratas a Ele por ter "salvado" suas vidas e… nada mais. Na verdade, nós precisamos reconhecer Jesus como nosso Senhor, não somente como Salvador. Isso sim!

A sua relação com quem te salvou é um sentimento de gratidão e isso não está errado, mas a sua relação com o seu senhor é diferente, é uma relação de obediência e a Bíblia diz que obediência mostra que você O ama.

Na primeira parte de João 14:21 Jesus disse: "aquele que tem os meus mandamentos e os guarda" (ou seja, aquele que tem Jesus como seu Senhor) esse é o que me ama."

Isso explica o lance de a gente ver pessoas que se dizem cristãs, salvas, agradecem a Jesus por ter "salvado" suas vidas, mas suas atitudes mostram que isso é o máximo que elas tem por Jesus. São pessoas que olham pra Ele apenas como seu Salvador. Mas só quem obedece aquilo que Cristo nos ensinou, são os que O tem como Senhor.

João 14: 21 termina dizendo que "aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele."

Existe uma seqüência lógica que começa com conhecer os mandamentos, depois, obedecê-los, através disso, provar que O ama e a recompensa é: relacionamento com Deus.

Oro pra que vocês tenham Jesus como Senhor de suas vidas e não somente como Salvador.

Abraços!

4 comentários:

Larissa disse...

Nossa, muito bom!
Dizemos direto q amamos a Deus, mas as vezes eh da boca p/ fora, pois eh muito mais fácil expressar nosso amor e adoração a Deus com palavras do que por ações...mas Deus qr a nossa obediencia("Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar...
1 Samuel 15:22").
bençao!

Larissa Laís.

Ponês disse...

Concordo...
Jesus é mais do que a Salvação, Ele é:
*AMOR
*Caminho;
*Fé;
*Vida;
Nosso Senhor.
Bem lembrado, esse assunto é muito importante.
Abração

Aline disse...

Pois é, Cleber. Muitas pessoas só querem ter Jesus como salvador, mas esquecem de negar a si mesmo todos os dias... Não é uma tarefa fácil, já me vi muitas vezes tomando a "rédea" e esquecendo do meu Senhor. É um exercício diário de entrega e confiança. O meu Deus é meu Senhor e como consequência, será meu Salvador.
Abs.

Lilika Liu disse...

É muito comum nos perdemos nisso.. sermos grato a Deus pela salvação, mas não amar e se submeter ao autor da nossa salvação! Muito bom esse texto.. benção!