segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Essa mulher não dormiu!

No post "pra que serve essa camisa?", eu falei de uma cidade de Minas Gerais que fui. Nessa mesma viagem, eu e meus amigos passamos por mais duas cidades: Coronel Fabriciano e Santana de Manhuaçú. Nessa última aconteceu uma coisa interessante.

Chegamos na porta da casa da tia de um dos meus amigos, que era onde a gente iria ficar naqueles dias, por volta das 3h da manhã. Por causa do horário, preferimos esperar amanhecer pra não atrapalhar o sono do pessoal. Mas foi aí que a vizinha, uma senhora de aproximadamente 80 anos, saiu da casa dela e veio perguntar quem era a gente. Meus amigos mineiros foram logo dizendo que eram sobrinhos da vizinha dela e explicou o motivo de a gente estar na rua aquela hora.

Quando ela soube do grau de parentesco deles, imediatamente, ela nos chamou pra entrar na casa dela. Preparou um quarto pra gente dormir, toalha e lençol pra todos. E em questão de minutos, estava tudo preparado. Por mais que a gente falasse que não precisava se preocupar, que a gente se virava em qualquer lugar mesmo, ela não aceitava e ia preparando tudo pra gente se sentir super bem.

Quando a gente acordou, fomos novamente surpreendidos. Tinha uma mesa completa de café da manhã. Pão caseiro, ovo, bolo, alguns tipos de queijo, café, leite, suco. A mesa tava toda preparada. A gente tinha uma certeza: essa mulher não dormiu!

Ela passou a noite toda acordada pra poder preparar as coisas pra gente se sentir em casa. Ela fez tanto por nós que chegamos a ficar constrangidos com tamanho do cuidado e carinho.

No Salmo 132: 3-5 diz:

"Não entrarei na minha tenda e não me deitarei no meu leito; não permitirei que os meus olhos peguem no sono nem que as minhas pálpebras descansem, enquanto não encontrar um lugar para o Senhor Deus".

O cuidado que aquela senhora teve com a gente é o mesmo que o salmista mostra ter com Deus. De não descansar enquanto não ver que o "hóspede" está satisfeito. Não dormir enquanto não perceber que as coisas estão todas no seu devido lugar.

Fazendo uma comparação com essa situação que eu vivi, fico observando que muitas vezes colocamos Deus pra dormir no chão frio da sala ou na varanda, do lado de fora. Não há esforço nosso para Deus se sentir "em casa". Damos a Ele qualquer lugar. Nós temos consciência que certas manias nossas não agradam a Deus, temos certeza das coisas que não estão 100% de acordo com a Bíblia e a gente sempre procura dar um jeitinho brasileiro pra tentar "adaptar" o nosso pecado e torna-lo "santo" ou "inofensivo". São sempre as mesmas frases como "mas eu não vejo problema nisso", "isso é besteira", "tem gente que faz coisas piores" e assim por diante.

Qual esforço você tem feito pra lagar os seus vícios, as suas manias que você sabe que "não deixam" Deus à vontade? Deus quer te ajudar a arrumar a sua vida. Mas você também precisa fazer um pouco de esforço. Peça a ajuda dEle!

Abraços!

Um comentário:

Junelma disse...

Uuuuuu... Que texto, ou será que é uma parábola? =)
Maravilhoso... Muito melhor do que alguns sermões que já ouvi. Um texto simples e que toca profundamente em meu coração.
Obrigada Tiu Kebi, você tem me edificado a cada dia. Abraços...