sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Estado de alerta!

Uma das histórias que mais me marcou lá na Região Serrana, foi também uma das mais tensas.

Antes de montarmos base no bairro de Vieira, em Teresópolis, recebemos a orientação sobre como ver se havia perigo de nova catástrofe naquela região. Era simples. Era só ficar observando as duas montanhas bem grandes que tem no alto do bairro. Se nuvens negras e carregadas cobrirem as montanhas e formarem cachoeiras por causa da chuva, era sinal de que deveríamos ficar atentos. Se aparecer um helicóptero observando a montanha, então, estado de alerta. Mas se aparecerem dois helicópteros… evacuar o bairro imediatamente!

Acontece que num dos dias, quando a gente ainda tinha que voltar pro centro de Teresópolis no final da tarde pra dormir, as tais nuvens negras e carregadas, assim como as cachoeiras, apareceram na montanhas. Logo depois apareceu um helicóptero. Nessa hora, procurei o pessoal da equipe e disse pra eles:

- Galera, estado de alerta!

Quando voltei para onde estava, vi algo que me fez tremer as pernas. Haviam simplesmente 3 (três) helicópteros sobrevoando a montanha!!! Corri pra pegar o carro, peguei a galera e saímos correndo debaixo de muita chuva. Quando chegamos na parte baixa do bairro, tava a maior correria porque já havia a ordem para evacuar o local.

Imagino se eu não tivesse avisado a galera pra evacuar o local! Seria sinistro!!! Graças a Deus, conseguimos chegar no centro de Teresópolis tranqüilos e sem maiores problemas.

Lá em Ezequiel 33: 2-6 está escrito:

- Quando eu trouxer a espada contra uma terra e o povo da terra escolher um homem para ser sentinela, e ele vir a espada vindo contra a terra e tocar a trombeta para advertir o povo, então, se alguém ouvir a trombeta mas não der atenção à advertência e a espada vier e tirar a sua vida, ele será culpado de sua própria morte. Uma vez que ele ouviu o som da trombeta mas não deu atenção à advertência, será culpado de sua própria morte. Se ele desse atenção à advertência, se livraria. Mas, se a sentinela vir chegar a espada e não tocar a trombeta para advertir o povo e a espada vier e tirar a vida de um deles, aquele homem morrerá por causa de sua iniqüidade, mas considerarei a sentinela responsável pela morte daquele homem’. "Filho do homem, eu o fiz uma sentinela para a nação de Israel; por isso ouça a minha palavra, e advirta-os em meu nome. Quando eu disser ao ímpio que é certo que ele morrerá, e você não falar para dissuadi-lo de seus caminhos, aquele ímpio morrerá por sua iniqüidade, mas eu considerarei você responsável pela morte dele.

Um dia Cristo virá para buscar o seu povo, porém aos que não reconhecem a Cristo como Senhor e Salvador serão condenados. Isso não é história do meu blog, é bíblico.

Creio que você conhece algumas pessoas que estão correndo esse perigo, certo? Se isto está visível para você, tenho que lhe informar que você é um sentinela!

E o que você tem feito? Com qual tipo de sentinela você pode ser comparado? Com o que vê o perigo e sai para avisar o povo do perigo que está por vir ou com o que vê o perigo e fica sentado no banco de uma igreja?

Depois que você descobrir com qual tipo de sentinela você se parece, leia novamente os versículos ali em cima e veja o que está reservado para você.

Isso é sério!

Abraços!!!

Um comentário:

DREZARTE disse...

Querido Cleber, essa postagem me rendeu boas risadas, pois fiquei imaginando a cena, é claro que isso agora que o pior já passou, naquele dia mal podia esboçar um sorriso, aquela cachoeira que se formou e que sempre se forma quando chove forte e que me deixava maravilhada, naquele dia me deixou apavorada, a sensação era que ia acontecer nova catástrofe, foi horrível.
Mas agora falando sobre ser uma sentinela, é algo que vem me incomodando há algum tempo, tenho me esforçado, mas sinto que ainda preciso melhorar.
Gostei muito do seu blog.
Deus te abençoe!
Abraços! Andreza