quinta-feira, 5 de maio de 2011

Tomamos a decisão errada

Quando vim do Rio de Janeiro pra Bahia com minha família, em 1999, optamos por vir de carro numa jornada que durou 2 dias. Viemos sem pressa. Paramos em alguns lugares. Foi tranqüila a viagem.

Mas depois que chegamos na Bahia, nos deparamos com uma dúvida cruel. Tinha uma bifurcação na nossa frente onde os dois caminhos levavam para Salvador, sendo que, por um caminho, a gente continuaria indo pela BR que já estávamos e pelo outro iríamos pelo Ferry Boat. Paramos pra perguntar qual a diferença de uma pra outra e nos disseram que pelo Ferry andaríamos uns 100km a menos. Como já estava de noite e 100km a menos faz uma boa diferença… nem levamos muito tempo para escolher.

Quando chegamos perto do Ferry, depois de andarmos pra caramba, descobrimos que não disseram pra gente que já estava tarde demais e não daria pra seguir adiante porque o Ferry Boat já estava fechado! Tivemos que voltar tudo de novo, lá pra aquela mesma bifurcação, e seguir pela BR em direção à Salvador. Perdemos muito tempo e combustível por causa disso! Tomamos a decisão errada porque agimos sem analisar todas as coisas com cuidado. Nos prendemos apenas pela diferença da distância de um caminho pro outro.

Lá em Provérbios 14:12 vemos a Bíblia falando sobre isso:

- Há caminho que parece certo ao homem, mas no final conduz à morte.

Todos nós passamos por momentos de decisões. Algumas tem impacto pequeno na nossa vida, outras nem tanto! Muitas das vezes queremos alguém pra chegar pra gente e falar "vá por aqui" ou "vá por ali". Mas no fim, só nos resta fazer uma coisa: escolher! Mas e como escolher? Como saber se o correto é esse ou aquele caminho?

Salmo 119: 105 dá uma dica:

- Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho.

Essa é a dica infalível! A Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada! Busque de Deus orientação para a decisão que você precisa tomar. Mas independente de qualquer coisa, ouvindo o direcionamento de Deus ou não, ouvindo conselhos de amigos ou fazendo da sua própria vontade, no final de tudo você vai se deparar com uma realidade: a escolha é sua! Essa responsabilidade é sua! Não fuja dela! Mas faça conforme o que o Espírito Santo lhe orienta! Fazendo assim, as chances de você ter que voltar pra aquela bifurcação da decisão é praticamente nula.

A escolha é sua!

Abraços!

3 comentários:

Luíza Britto disse...

Gostei MUITO desse texto, Crebis! parabens!

Anônimo disse...

Hoje, depois de algum tempo na bahia, vc percebeu que escolher o ferry SEMPRE é a decisao errada!

Matheus R. Lima

cleberdacruz disse...

Matheus, na verdade, naquele mesmo dia eu já tive essa certeza!

Abração!