quinta-feira, 12 de maio de 2011

Vivemos um cristo falido!

Uma vez eu tava andando tarde da noite por alguns lugares de Salvador com um amigo e, de repente, esse meu amigo lembrou de uma igreja que tava tendo uma programa pra jovens que sem dúvidas terminaria bastante tarde. Então, nem pensamos duas vezes e fomos pra lá.

Mas quando chegamos lá, vimos que o programa lá tava no finalzinho, inclusive um dos líderes da igreja já tava do lado de fora. Como ele conhecia o meu amigo, eles foram logo falar um com o outro. Interessante que dava pra ver nitidamente que esse líder tava bastante feliz e nem demorou muito pra ele começar a falar o que tava deixando ele tão feliz assim. Ele disse o seguinte:

- A programação foi muito boa! Vocês não tem idéia de quantas pessoas drogadas estavam aqui dentro da igreja hoje. Foi demais!!!

Sinceramente, a primeira reação que eu tive foi de levar um susto assim que o ouvi dizer isso. Mas, logo depois, me bateu uma alegria gigante porque alguém conseguiu entender o que Jesus disse em Marcos 2: 15 a 17:

- E aconteceu que, estando sentado à mesa na casa de Levi, também estavam sentados à mesa com Jesus e seus discípulos muitos publicanos e pecadores; porque eram muitos, e o tinham seguido. E os escribas e fariseus, vendo-o comer com os publicanos e pecadores, disseram aos seus discípulos: Por que come e bebe ele com os publicanos e pecadores?
E Jesus, tendo ouvido isto, disse-lhes: Os sãos não necessitam de médico, mas, sim, os que estão doentes; eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores ao arrependimento.

Cada vez mais me incomoda a forma como as igrejas tem se comportado. A gente vê de tudo nelas. Desfile de moda, exibição explícita do último carro que comprou e seus acessórios, disputa ridícula de poder, uma cambada de fariseu num exibicionismo imundo das coisas e valores desta terra!

Jesus andava (e ainda anda) com os pecadores, mas nós preferimos andar com os fariseus da nossa época! Até mesmo porque podemos ser convidados pra ir pra casa de praia dele no próximo feriado prolongado, ou fazer altas viagens no carro importado com ar condicionado e banco de couro que ele tem. Que amor idiota é esse que "pregamos". Vivemos um cristo falido que não muda nem mesmo os nossos corações, quanto mais o coração daqueles que estão à nossa volta.

Onde estão aqueles que realmente precisam de ajuda dentro das "nossas" igrejas? Não queremos dentro das "nossas igrejas" aqueles que não queremos dentro das nossas casas. Qual seria a reação se um grupo de prostitutas e travestis entrassem nas "nossas igrejas"? Seria profano? E se um drogado desse a última puxada num baseado na frente da igreja antes de entrar pra assistir o culto perfeita e mecanicamente programado? Seria um insulto?

- Vinde a mim todos vós que estás cansados e sobrecarregados que Eu vos aliviarei. (Jesus, escrito em Mateus 11:28)

Cuidado! Se continuarmos assim, o verdadeiro dono da igreja vai deixar a gente fora da casa que Ele tá preparando pra nós!

Acorde pra vida.

2 comentários:

tiago disse...

Lendo esse texto me lembrei de Tiago, quando disse em sua epistola:
"Porque, se no vosso ajuntamento entrar algum homem com anel de ouro no dedo, com trajes preciosos, e entrar também algum pobre com sórdido traje,

E atentardes para o que traz o traje precioso, e lhe disserdes: Assenta-te tu aqui num lugar de honra, e disserdes ao pobre: Tu, fica aí em pé, ou assenta-te abaixo do meu estrado,

Porventura não fizestes distinção entre vós mesmos, e não vos fizestes juízes de maus pensamentos?
...
Mas, se fazeis acepção de pessoas, cometeis pecado, e sois redargüidos pela lei como transgressores.

Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos.

Porque aquele que disse: Não cometerás adultério, também disse: Não matarás. Se tu pois não cometeres adultério, mas matares, estás feito transgressor da lei.


Alguns templos tem aprendido a fazer exatamente o que Tiago aconselha a tomarmos cuidado. Essa realidade não está tão distante de nossas vidas...

Lorena disse...

Mto bom!