quinta-feira, 2 de junho de 2011

Fui surpreendido

Num dos dias que estive lá na Região Serrana, enfrentamos um bom imprevisto: uma ladeira cheia de lama! Quase todos os carros não conseguiram subir a ladeira. Eles derrapavam demais e faltava tração. Eu já tava achando estranho, porque a gente tava ficando muito limpo no final do dia durante os trabalhos ali. Um pouco de lama faz bem, né? Haha!!!

Teve uma hora que eu subi pra falar com o pessoal, no meio de toda aquela agitação de empurra carro, amarra corda no 4x4 para puxar até o topo. E quando tava para descer, um dos meus grandes amigos da SOS Global me chamou pra ajuda-lo. E lá fui eu, com a melhor das intenções! Quando cheguei perto, ele me pegou pelo pescoço e me deu uma rasteira pra eu cair na lama! Já tava todo sujo. Fiquei mais ainda! Fui surpreendido por ele!

Isso também é normal na nossa vida, não é mesmo? Quantas vezes somos surpreendidos por notícias que nos deixam completamente sem reação? Assim como a própria catástrofe lá no Rio e tantas outras. Muitos estavam dormindo quando tudo aconteceu.

A Bíblia fala de um cara que também recebeu notícias ruins tudo de uma só vez e sem esperar nenhuma delas. Se você ler o primeiro e segundo capítulo do livro de Jó você vai ficar impressionado como tantas notícias ruins vieram pra ele tudo de uma só vez.

Uns dos versículos que mais me chamam a atenção nesse livro são uns que falam da reação de Jó quando as primeiras aconteceram.

- Então Jó se levantou, e rasgou o seu manto, e rapou a sua cabeça, e se lançou em terra, e ADOROU.
E disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o SENHOR o deu, e o SENHOR o tomou: bendito seja o nome do SENHOR.
Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma. (Cap. 1:20-22)

Ele tinha uma noção exata de que não merecia nada do que tinha, que tudo vinha de Deus. Quantas vezes, quando perdemos coisas que as vezes são até mesmo supérfluas, nos indignamos com Deus, ficamos chateados e fazemos bico como criancinhas!?

Concordo que não é nada legal quando perdemos alguma coisa. Eu mesmo já sofri com a morte de algumas pessoas da minha família e de grandes amigos também. Sei que dor é algo que não existe comparação. É algo bem individual, mas uma coisa que você pode dizer com toda certeza é:

- No dia da adversidade Ele (Deus) me guardará protegido em sua habitação; no seu tabernáculo me esconderá e me porá em segurança sobre um rochedo.

Deus cuida de você! Acredite nisso, por pior que seja a situação que você está passando nesse momento. Busque-o agora mesmo!

Abraços!

Um comentário:

Anônimo disse...

Que felicidade! Obrigado pela objetividade!! Muito bom!!