quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Coisas da nossa geração!

A gente vive numa geração onde a imagem é muito mais do que importante. É essencial! É comum você chegar em certos lugares e as pessoas já irem te analisando de cima a baixo, vendo se a sua roupa está "adequada" para a ocasião ou não, se você está na moda, se o seu sapato é novo ou se está surrado.

São coisas que já estão tão enraizadas na nossa cultura, que já tem chegado ao nível do "automático", do "involuntário".

Um grande risco disso é que passamos tanto tempo preocupados em enfeitar o exterior e esquecemos de cuidar do interior. Cuidamos tanto das coisas que os homens enxergam e simplesmente esquecemos de cuidar das coisas que Deus enxerga: o nosso coração.

Isso é facilmente notado quando encontramos pessoas bem vestidas, mas com uma vida destruída por dentro. Desequilibradas, sem amigos de verdade, sem paz, com o choro contido.

Provérbios 4, do 23 ao 27, fala de algumas coisas bem importantes a respeito daquilo que deve ser a nossa principal preocupação.

"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida. Desvia de ti a falsidade da boca, e afasta de ti a perversidade dos lábios. Os teus olhos olhem para a frente, e as tuas pálpebras olhem direto diante de ti. Pondera a vereda de teus pés, e todos os teus caminhos sejam bem ordenados! Não declines nem para a direita nem para a esquerda; retira o teu pé do mal."

Te convido a parar um pouco e esquecer que você "precisa" comprar mais um par de sapato ou mais uma blusa, calça ou seja lá o que for, e refletir em que área do seu coração você realmente precisa investir um pouco mais de tempo e cuidado.

"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração…"

Feche os seus olhos, com poucas e sinceras palavras, peça ajuda a Jesus!

Abraços!

Um comentário:

Suino disse...

As vezes me pergunto se nossa personalidade esta Dentro ou Fora da gente!? Quando vem de Dentro é natural, de Fora é artificial. Cleber, valeu pelo texto, precisamos entender mais a verdadeira necessidade do ser homem.