terça-feira, 30 de novembro de 2010

Quer dizer que as mulheres sofrem mais do que isso?

Os homens vão concordar comigo: não sentir cólica todo mês é uma das inúmeras vantagens de ser homem. É algo maravilhoso! Tenho amigas que já chegaram a desmaiar por causa das dores!

- Deus, muito obrigado por eu ser homem e por não sentir isso todo o mês!

Porém, uma vez que eu fui pego de surpresa. Estava andando por Vilas, logo depois do almoço e, de repente, algo começou a me incomodar. Começou apenas com um incômodo, mas foi piorando, piorando, quando, de uma hora pra outra, veio uma dor tão forte, mas tão forte que eu parei ali mesmo onde estava. Eu não consegui mais andar. Parecia que tinha uma faca dentro de mim cortando tudo lá dentro. Eu não imaginava que um dia eu pudesse sentir isso. Era sintomas de cólica intestinal.

Não sei quem já sentiu isso, mas posso dizer: é desesperador! É uma dor muito forte! Muito mesmo. Óbvio, eu não fiz todo aquele escândalo que as mulheres fazem. Óbvio.

Como bom curioso, fui pesquisar sobre essa dor e descobri algo que fui obrigado a da valor às mulheres. Vi que a dor de uma cólica intestinal é muito inferior à cólica menstrual. Foi aí que fiquei pensando:

- Como assim? Parecia que eu iria "ter filho" ali no meio da rua. Caraca, doía muito! Então quer dizer que as mulheres sofrem mais do que isso?

Não resisti, dei um glória a Deus com muito mais força. Muito mais agradecido. Ele foi muito bondoso em me fazer homem! Te amo, Deus!!!

Mas essa dor, tanto a que eu senti, quanto a que as mulheres sentem, me faz refletir sobre a situação do igreja nesses últimos tempos. Em Isaías 26: 17-18 diz:

"Como a mulher grávida prestes a dar à luz se contorce e grita de dor, assim estamos nós na tua presença, ó Senhor. Nós engravidamos e nos contorcemos de dor, mas demos à luz o vento. Não trouxemos salvação à terra; nem demos à luz os habitantes do mundo."

O quadro de muitas pessoas, infelizmente, é de cólica. Uma dor que vem, passa e não deixa nada mais, a não ser a lembrança. E não é uma lembrança nada legal. Temos visto por aí muito barulho, muitas caras e bocas, tem muita gente levantando as mãos, se dispondo a fazer e acontecer, se contorcendo nos "ajuntamentos solenes" e, por fim, dão à luz a que? De que tem servido toda essa agitação? Esse teatro não vai servir pra nada. Nada! Cólica não gera filhos. O fruto disso nada mais é do que gritaria, choro, expressões e… vento!

E o que é que você tem dado à luz?

Reavalie a sua vida espiritual!

Abraços!

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Se eu pensar em outra coisa, eu morro!

Pra quem não viu Ayrton Senna correr, só digo uma coisa: meus pêsames! Concordo com todos os amantes ou ex-amantes da F1: nunca existiu e nunca existirá um piloto igual ao Ayrton Senna. As manhãs de domingo, quando tinha corrida, eram especiais. Eu passava nas ruas e era impressionante como todas as tvs de bares e lanchonetes estavam passando a corrida. As pessoas até diziam que elas não estavam assistindo F1, mas tavam assistinho Senna correr. O Brasil parava pra vê-lo correr.

Uma vez vi uma entrevista dele a um repórter e, apesar de óbvia, achei a resposta dele muito interessante.

O repórter perguntou o que ele pensava durante uma corrida. Se ele pensava na família, nos amigos, se pensava em chegar em casa…

- À 300km/h se eu pensar em qualquer outra coisa que não seja a corrida, eu bato e morro! Se eu pensar em chegar em casa, eu não chego. - respondeu ele.

Óbvio! Qualquer distração é fatal! Em frações de segundos a curva aparece bem na nossa frente. Fico pensando que também deveria ser assim a nossa corrida na vida espiritual.

Provérbios 4: 25-27 diz:

"Olhe sempre para a frente, mantenha o olhar fixo no que está adiante de você. Veja bem por onde anda, e os seus passos serão seguros. Não se desvie nem para a direita nem para a esquerda; afaste os seus pés da maldade."

Quais são as coisas que tem distraído você? Quais são as coisas que tem feito você perder o foco?

Faça uma lista dessas coisas e coloque todas elas diante de Deus. Peça para ele te ajudar a manter-se focado na pista.

A corrida já começou e você já está dentro do cockpit. Eu quero te encontrar no pódio que Deus, pela sua imensa misericórdia, tem preparado para nós. Como está escrito em Apocalipse 2:10b:

"Seja fiel até a morte, e eu lhe darei a coroa da vida."

Abraços!

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Me dá uma coca-light!

Uma vez eu tava num churrasco comemorando o aniversário de um brother com um galerão de amigos. Tinham todas aquelas cenas bem típicas: música, roda de amigo, muita carne… enfim, tava muito bom!

Eu tava numa mesa bem grande com vários amigos e, no meio da gente, tinha uma pré-adolescente, que com muito amor chamarei de Mafrilânlia.

Ela era uma típica garota obesa (nada contra as pessoas avantajadas horizontalmente…). Enquanto a gente conversava, se divertia, contava piadas, Mafrilânia estava lá com um mega hiper prato na frente, uma coxa de galinha numa das mãos, um pedaço de picanha bem gordurosa na outra e boca toda suja de tanta carne que ela já tinha triturado.

De repente, uma pessoa pergunta pra Mafrilânia se ela queria beber alguma coisa. Prontamente ela responde:

- Me dá uma coca-light!

A pergunta de todos na mesa foi automática:

- Por que uma coca-light?

- Estou fazendo regime. - respondeu ela.

Uma coca-light não vai adiantar de nada pra ela! Pode até mesmo piorar a situação, né mesmo?! E você, acha que ter uma rotina de só ir domingo pra igreja depois de uma semana se deliciando com o pecado adianta de alguma coisa?

Mafrilânia precisa, na verdade, se livrar da carne e das coisas gordurosas se ela quiser, realmente, ter uma vida mais saudável. O mesmo acontece com a nossa vida espiritual. A Bíblia fala em Tiago 1: 21 a 25:

"Portanto, livrem-se de toda impureza moral e da maldade que prevalece, e aceitem humildemente a palavra implantada em vocês, a qual é poderosa para salvá-los. Sejam praticantes da palavra, e não apenas ouvintes, enganando-se a si mesmos. Aquele que ouve a palavra, mas não a põe em prática, é semelhante a um homem que olha a sua face num espelho e, depois de olhar para si mesmo, sai e logo esquece a sua aparência. Mas o homem que observa atentamente a lei perfeita que traz a liberdade, e persevera na prática dessa lei, não esquecendo o que ouviu mas praticando-o, será feliz naquilo que fizer."

Não seja igual a Mafrilânia, siga a risca essa dieta espiritual, crescendo em conhecimento e intimidade com o nosso Deus.

Abraços!

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

A história é a seguinte

Uma vez, lá no Rio de Janeiro, eu e uns amigos precisávamos atravessar uma rodovia estadual. Tinha uma passarela, mas não era tão perto dali. Eu fui logo dizendo pra gente atravessar a pista ali mesmo, já que estavam passando poucos carros naquela hora. Foi aí que o Eurosvaldo (nome fictício. Óbvio!) me falou de uma experiência dele e que, depois disso, nunca mais atravessaria a rodovia.

A história é a seguinte:

Certa vez, à noite, Eurosvaldo e outros amigos foram atravessar aquela rodovia naquele mesmo lugar que a gente tava. Só que eles decidiram fazer uma aposta pra saber quem conseguia chegar do outro lado primeiro. Coisas de adolescentes. Quem nunca brincou de fazer apostas? Eu já! hahaha!!!

Então, quando eles viram que não tava vindo nenhum carro, contaram até 3 e saíram correndo, Eurosvaldo já zombava dos outros porque tava ganhando a corrida, quando, de repente, olhou pro lado e viu um carro vindo em alta velocidade e com os faróis desligados, por isso que eles não tinham visto ele vindo.

Essa é a hora que o coração dispara, a expressão facial se transforma em segundos e o medo da morte… bem, esse sim a gente consegue sentir bem de perto e com força total.

Ele já achava que não tinha mais como escapar. Em milésimos de segundos ele seria atropelado violentamente. Foi aí que outro amigo dele, Jescráucio, o empurrou com toda força e evitou que ele fosse atropelado. Eurosvaldo rolou pelo chão e se ralou todo. Porém, salvo. Levantou-se bem rápido, completamente assustado, e foi logo para o canteiro central. Depois de puxar o ar bem forte pela primeira vez após o enorme susto, foi logo olhar pro amigo que tinha salvado a sua vida e agradecê-lo.

Jescráucio salvou a vida do Eurosvaldo em frações de segundos, mas… não conseguiu salvar a sua própria vida. Jescráucio foi atropelado pelo carro e morreu instantaneamente na pista.

Essa cena comove Eurosvaldo até hoje. Ele está vivo porque Jescráucio acabou morrendo em seu lugar.

Jesus Cristo também "se entregou a si mesmo como resgate por todos" (1 Timoteo 2:6a). O amor de Cristo por nós é tão grande, que Ele, mesmo sendo Deus, veio ao mundo em forma de homem, para que, através da morte dele, a gente tivesse vida e encontrasse salvação.

"Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos." (João 15:13)

Sendo Deus, Ele ressuscitou, mostrando todo o Seu poder! Ele vive hoje!

Talvez você precise, agora mesmo, decidir em seguir aquele que salvou a sua vida através da sua própria morte. "Jesus Cristo deu a sua vida por nós" (1ª João 3:16b). Se você quiser fazer isso agora mesmo, feche os seus olhos aí onde você está e, com as suas próprias palavras, fale isso pra Ele.

Caso você queira conversar melhor, me mande um e-mail: cleberdacruz@gmail.com.

Abraços!

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Vou morrer!

Uma vez, quando eu morava no Rio de Janeiro ainda, saí com um primo e um amigo dele, que vou chama-lo carinhosamente de Vasfrânio. Nesse dia era aniversário da cidade de São João de Meriti e tava tendo uma grande festa num espaço em frente a um shopping, com direito a parque, rodeio, circo e show de bandas e cantores. Era perto da minha casa.

Depois que a gente saiu de lá, fomos dar umas voltas pela cidade, pegamos uma reta numa das principais ruas do bairro onde eu morava e, de repente, meu primo puxou o freio de mão e deu um 360º com o carro.

Esse foi o momento tenso. Eu tava sentado no banco do carona e com o braço apoiado na janela. Na hora que ele fez a manobra, a porta abriu e meu corpo foi junto. Não saí completamente do carro, porque fixei meu pé dentro do carro. Mas lá estava eu, com o braço preso na porta, o pé dentro do carro e o corpo esticado. Em frações de segundos, eu estava olhando pro chão passando bem abaixo de mim. Foram os milésimos de segundo mais longos da minha vida. Me lembro que na hora eu pensei:

- Vou morrer!

Foi ai que o Vasfrânio, amigo do meu primo, ficou em pé no banco de trás, projetou o corpo dele para o banco do carona e me puxou pelo pescoço. Doeu pra caramba, mas ele me salvou. Me lembro que passei bastante tempo agradecendo Vasfrânio por me salvar. Toda vez que o encontrava, o agradecia. Mas acabou que cada um seguiu sua vida, sem que um interferisse no caminho do outro. Até mesmo porque nós não éramos amigos. Ele era amigo do meu primo.

Me pergunto: Vasfrânio salvou a minha vida, mas isso causou alguma mudança em mim, além do sentimento de gratidão a ele? Não! Muitas pessoas tem Jesus apenas como seu Salvador. São gratas a Ele por ter "salvado" suas vidas e… nada mais. Na verdade, nós precisamos reconhecer Jesus como nosso Senhor, não somente como Salvador. Isso sim!

A sua relação com quem te salvou é um sentimento de gratidão e isso não está errado, mas a sua relação com o seu senhor é diferente, é uma relação de obediência e a Bíblia diz que obediência mostra que você O ama.

Na primeira parte de João 14:21 Jesus disse: "aquele que tem os meus mandamentos e os guarda" (ou seja, aquele que tem Jesus como seu Senhor) esse é o que me ama."

Isso explica o lance de a gente ver pessoas que se dizem cristãs, salvas, agradecem a Jesus por ter "salvado" suas vidas, mas suas atitudes mostram que isso é o máximo que elas tem por Jesus. São pessoas que olham pra Ele apenas como seu Salvador. Mas só quem obedece aquilo que Cristo nos ensinou, são os que O tem como Senhor.

João 14: 21 termina dizendo que "aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele."

Existe uma seqüência lógica que começa com conhecer os mandamentos, depois, obedecê-los, através disso, provar que O ama e a recompensa é: relacionamento com Deus.

Oro pra que vocês tenham Jesus como Senhor de suas vidas e não somente como Salvador.

Abraços!

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Atendo ou não?

Um dia desses liguei pra um amigo, que chamarei de Eprinelson, perguntando o que ele faria domingo a tarde. Como ele também não tinha nada pra fazer, marcamos de fazer alguma coisa depois do almoço.

Acontece que logo depois do almoço eu fui no meu quarto, olhei pra minha cama, a minha cama olhou pra mim, e… quando percebi o relógio já tava marcando 16:20. O pior é que eu me lembro que no meio do meu sono, eu vi que Eprinelson tava ligando pro meu celular, mas me perguntei:

- Atendo ou não?

Não sei vocês, mas eu, quando estou dormindo, não me responsabilizo pelos meus atos. Quando eu acordei, 16:20, ainda tava com o celular na mão como se estivesse ainda pensando se iria atender ou não o telefonema.

Quando acordei, fui logo mandando um sms pro meu brother Eprinelson, me desculpando porque tinha dormido demais. Só que pra minha surpresa, ele já tinha chegado na minha casa e estava deitado no sofá da sala.

Diferente do que aconteceu nesse episódio, Jesus não tem hora marcada pra voltar! Precisamos estar preparados a todo momento. E outra, Ele não vai ficar deitado no sofá esperando você acordar!

Em 1 Tessalonicenses 5:2-6 diz:

"Pois vocês sabem muito bem que o Dia do Senhor virá como um ladrão, na calada da noite. Quando as pessoas começarem a dizer: “Tudo está calmo e seguro”, então é que, de repente, a destruição cairá sobre elas. As pessoas não poderão escapar, pois será como uma mulher que está sentindo as dores de parto. Mas vocês, irmãos, não estão na escuridão, e o Dia do Senhor não deverá pegá-los como um ladrão, que ataca de surpresa. Todos vocês são da luz e do dia. Nós não somos da noite nem da escuridão. Por isso não vamos ficar dormindo, como os outros, mas vamos estar acordados e em nosso perfeito juízo."

Não durma!

Abraços!!!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Esse aí não sou eu!

Uma vez eu estava com uma viagem à trabalho programada para Teresina, Piauí. Já estava com as passagens compradas, mas faltava reservar o hotel. Foi aí que lembrei de um amigo, que vou chamá-lo de Berosvrênio. Como ele viaja bastante "praqueles" lados, perguntei se ele tinha um hotel bom que pudesse indicar pra mim. Nessa hora eu fui surpreendido por ele.

Berosvrênio pegou o telefone, ligou pra um hotel que conhecia lá e foi logo falando pro gerente:

- Bom dia, aqui é Berosvrênio, tudo bom? Olha só, estou ligando pra dizer que está indo pra Teresina nesse próximo final de semana um dos maiores diretores daqui da empresa. Ele está indo visitar as lojas de Teresina e fazer algumas negociações importantes para a empresa. Falei pra ele que o hotel de vocês é o melhor da cidade. Coloque-o no melhor quarto. Ok?

Depois de mais alguns minutos, Berosvrênio me disse que já tinha reservado o hotel. Foi aí que eu disse pra ele:

- Ué, mas esse aí não sou eu!!!

- O importante é que seu hotel já está reservado! - respondeu ele.

Tenho falado com alguns amigos sobre algo e queria falar pra vocês também. Particularmente, eu acho assustador perceber que o Cristo que está sendo pregado por muitos não é o Cristo que encontramos na Bíblia. Assim como eu na situação acima, fico imaginando Jesus dizendo:

- Ué, mas esse aí não sou eu!!!

Temos visto pregações de um cristianismo baseados no tradicionalismo, na renovação, temos o cristianismo do "sapatinho de fogo" de um lado, da prosperidade do outro, misturados ao cristianismo dos "mistérios de Deus" e assim por diante e por diante e por diante… porém tenho sentido falta do cristianismo baseado na essência de Deus: O AMOR.

Quantas igrejas você pode contar que a marca delas é o amor? Aquele amor escrito em 1ª Coríntios 13: 4-6:

"O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade."

E ainda vou mais além. Quantas pessoas, incluindo eu e você, são conhecidas como pessoas que amam? Repito: incluindo eu e você!!! Se nós somos a igreja, então precisamos marcar a nossa geração demonstrando amor. Um amor verdadeiro, o verdadeiro cristianismo.

"Amados, visto que Deus assim nos amou, nós também devemos amar-nos uns aos outros." (1João 4:11)

Esse é o verdadeiro cristianismo.

Abraços!

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Os santos e os pecadores

Quando eu era mais novo, sempre tive algumas pessoas como grandes exemplos de fé e de intimidade com Deus. Eram, na sua maioria, pastores. Eu fazia de tudo pra ouvi-los falar, pra ter um contato mais próximo.

Me lembro de alguns que marcaram uma fase da minha vida. Tinha um casal de pastores que quando eu sabia que eles estavam na cidade, cancelava tudo pra poder ir ouvi-los falar. Sempre saía de lá vibrando somente por ouvi-los, sem ao menos ter conversado com eles.

Já outro, eu lia livros, lia artigos e via tudo que estava relacionado a ele. Tudo! Bastava eu saber que tinha o nome dele no "bolo", que eu fechava os olhos e ia, sem me preocupar com maiores detalhes. Não posso negar: sempre fui muito edificado com tudo o que vi, ouvi e li.

Mas vieram as quedas. Vi pessoas que eu tinha como exemplo de santidade, caindo em pecados abomináveis, era como se um castelo que eu construí pra eles tivesse desmoronado bem ali na minha frente. Me decepcionei.

Me lembro que uma vez eu comentei com minha avó sobre isso. E ela, com toda experiência, me deu a seguinte resposta:

- A diferença do pecado deles pros meus, é que, os deles, todos ficam sabendo. Os meus não!

Ela conseguiu numa única resposta me fazer viajar pra longe. Tanto que até hoje curto momentos vividos nessa viagem!

Percebi que era tão pecador quanto eles. Percebi que merecia tanto da misericórdia e do perdão de Deus quanto eles. Percebi, também, que existem apenas dois níveis espirituais na vida cristã:

Os santos e os pecadores

Todos os que estão no nível que você está, estão iguais. Na mesma altura. Não existem sub-níveis. Ninguém está um pouco mais alto nem um pouco mais baixo que o outro.

A Bíblia diz que "quem quebra um só mandamento da lei é culpado de quebrar todos." (Tiago 2:10).

Eu, Cléber, posso cometer um pecado que deixe vocês sentindo o mesmo que eu senti com esses pastores. Não estou premeditando nada, mas apenas quero dizer que não existe ninguém mais santo do que ninguém, não existe ninguém mais pecador que ninguém. Sou tão pecador quanto qualquer um, sou tão merecedor das misericórdias de Deus quanto qualquer um. Estamos todos no mesmo nível. Somos todos pecadores!

- Todos pecaram e estão afastados da presença gloriosa de Deus. (Romanos 3:23)

Isso nos nivela e faz com que a gente tenha o mesmo sentimento quando encontramos um outro pecador, seja ele quem for, independente do que ele tenha cometido:

- Estamos no mesmo barco.

"E o amor é isto: não fomos nós que amamos a Deus, mas foi ele que nos amou e mandou o seu Filho para que, por meio dele, os nossos pecados fossem perdoados. Amigos, se foi assim que Deus nos amou, então nós devemos nos amar uns aos outros." (1 João 4:10-11)

Esse versículo falou tudo!

Abraços!

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Eu vou me casar!

Calma galera, calma! Ainda não é sobre o meu casamento! Ainda não!!! hahaha!!!

Então, um tempinho atrás eu tava numa roda de amigos conversando assuntos totalmente aleatórios, nada assim que chamasse muita atenção. Mas essas conversas que são legais, né mesmo? Era aquele tipo de conversa que quando você faz uma retrospectivas dos assuntos que foram falados, você nem acredita que conseguiram falar daquilo tudo!

De repente chegou uma pessoa na roda. Vou chamá-la de Riseuda (eu sei que poderia colocar um nome mais bonito, mas deixa esse aí mesmo!). A gente não tinha muita amizade com ela, por isso não sabíamos muitos detalhes da vida dela. Pois bem, a tão famosa Riseuda chegou na roda com uma notícia que chamou a atenção da galera:

- Eu vou me casar!

E o que nos surpreendeu mais ainda era que ele tava com os convites de casamento nas mãos pra entregar pra gente. Obviamente ela tava super feliz, né!

Foi aí que entrou em cena a Stephanie (eu sei que poderia colocar um nome mais feio, mas deixa esse aí mesmo!). Essa era totalmente o contrário. Super disposta, uma promoter de primeira. Estar num ambiente com ela sem ouvi-la é algo impossível.

Assim que Riseuda entregou o convite, Stephanie se levantou, ficou super empolgada, abraçou Riseuda e já foi logo perguntando:

- Precisa de ajuda? Eu tenho vários contatos. Deixa comigo!!! Poxa, tô super feliz!!!! - e deu um outro abraço na Riseuda, agora, grande amiga.

Tava todo mundo super feliz. Primeiro por Riseuda casar e convidar a gente, mesmo a gente não sendo grandes amigos dela, e, segundo, por ver a empolgação da Stephanie em ajudar. Conhecíamos a Stephanie e sabíamos que ela era fera nisso.

Mas quando Riseuda virou as costas Stephanie pegou o convite de casamento, rasgou em vários pedaços na nossa frente, jogou na lixeira e disse:

- Vocês acham que eu vou mover uma palha pra esse casamento acontecer? Eu não tô nem aí pra ela! - logo depois, ela saiu do meio da gente.

Ficamos em silêncio total e sem reação. Ninguém acreditava no que estávamos vendo!

A Bíblia diz:

- É melhor não fazer voto do que fazer e não cumprir. (Eclesiastes 5:5)

Vejo muitas pessoas fazendo votos à Deus em momentos especiais como cultos, retiros, congressos missionários, dizendo "Meu Jesus eu creio em Ti e eu irei aos confins da Terra", mas quando "saiem" da presença de Deus (como se fosse possível) e já vão logo dizendo:

- Você acha que eu vou mover uma palha pra isso?

Pior é quando fazem votos de compromisso com Deus cantando "eu quero me esvaziar de mim (…) e de tudo que me afasta de Ti, Jesus" e na primeira oportunidade, ou até mesmo antes da primeira oportunidade, a boca e os pensamentos já estão cheios de coisas que o afastam de Jesus! Até quando isso acontecerá? Você pode dar fim nisso hoje mesmo!

Quero terminar com Apocalipse 2:4 e 5!

- Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres.

Abraços!

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O que o professor vai fazer?

Na minha época de faculdade, eu tive um professor que era sinistro! Pensa num cara inteligente: é ele!!! Mas pense também num cara carrasco: é o próprio! Eu sempre tive dois sentimentos quando tinha aula dele: admiração e medo. Era loucura!

Se durante as aulas, já era sinistro, imagina em dia de apresentação de trabalho… Aí é que ficava tenso mesmo! A gente precisava de uma unidade da SAMU na porta da sala (um pouco de exagero não faz mal a ninguém! hehe!!!)

Teve um dia que ele marcou pra apresentações de trabalhos. Em toda turma tem aquela galera que apresenta de boa, sem problemas, mas em compensação tem algumas outras pessoas que só fazem a turma passar vergonha. Como a gente não tinha conseguido reservar o projetor (datashow), tivemos que apresentar com o retro-projetor mesmo (aquele que usa transparências). O professor ficava sentado na última fileira da sala vendo as apresentações uma a uma. Mas uma garota chamou todas as atenções naquele dia.

Ela pegou todo o trabalho escrito, imprimiu todo em transparência, projetou na parede, ficou de costas pra todo mundo e começou a ler sem intervalos, sem interação, sem nada. Apenas se concentrava em ler todo o trabalho escrito dela. Ninguém acreditava que ela tava fazendo aquilo. A pergunta que todo mundo fazia era:

- O que o professor vai fazer?

Foi nessa hora que ele levantou lá de trás, sem que ela percebesse, andou por toda a sala, passou pela frente dela, abaixou, desligou o retro-projetor e falou pra ela se virar e apresentar o trabalho pra turma e não pra parede. Óbvio que a garota só conseguia chorar a partir daquele momento, completamente envergonhada. Na sala, todo mundo pensava a mesma coisa: a garota é muito burra e o professor é carrasco! A garota não tava preparada pra apresentação do trabalho e levou nota zero. Óbvio!

E será que você está preparado pra apresentação do seu trabalho da vida espiritual? Você é aquele tipo de aluno que só sabe a teoria e na prática as coisas estão desandando? Qual a nota que você merece receber? A nota que você tira define pra onde você vai! Esse trabalho não precisa de dia marcado para a apresentação. Acontece todos os dias. No trânsito, na rua, em casa, no trabalho, na escola, faculdade…

A Bíblia diz:

- Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a Palavra da verdade. (2 Timoteo 2:15)

Pare alguns minutos agora mesmo, analise o seu desempenho espiritual, seja sincero com o Deus que conhece o mais profundo dos seus pensamentos, peça perdão e sinta-se amado por um Deus infinito em amor!

Deus confia em você!

Abraços!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Pra que serve essa camisa?

Alguns anos atrás, eu fui pra Minas Gerais com uns amigos e ficamos numa cidadezinha chamada Presidente Soares. Aquela típica cidade de interior. Apenas uma rua principal, a igreja católica, a praça… Cidade de interior é tudo igual. Só muda o endereço.

Lá a gente ficou numa casa tão distante do centro da cidade e tão no meio do nada, que pra ir na casa do vizinho, tivemos que ir de carro. Mas apesar de tudo… foi muito bom aquele tempo que a gente ficou ali.

Todas as luzes da casa ficavam apagadas durante a noite e, nas duas noites que passamos lá, foram noites de lua cheia. A claridade da lua já era suficiente pra iluminar tudo. Nada se compara à claridade do céu visto de uma cidade do interior!

Me lembro que numa das noites, teve um jogo da Seleção Brasileira de futebol. Não me lembro contra quem. Mas antes de a gente ligar a TV pra assistir o jogo, aconteceu uma coisas que eu nunca tinha visto antes. Como eu era o que estava sentado mais próximo da televisão, o dono da casa me deu uma camisa velha que mais parecia um pano de chão. Eu não entendi nada. Aí eu perguntei pra ele:

- Pra que serve essa camisa?

- Pra espantar os insetos! - Respondeu ele.

Continuava sem entender nada. Não tava sentindo nenhum mosquito, nenhum inseto, nada! Tava tudo tranqüilo. Mas quando ligaram a televisão… A tela foi invadida por uma nuvem de insetos. Aí eu entendi o porque da camisa e também entendi porque o pessoal da casa sentou, malandramente, longe da TV. Eram insetos pequenos, grandes, curiosos, feios. De todos os tipos. Uma incrível biodiversidade de insetos!

Hoje, sem todos aqueles insetos chatos e insuportáveis, eu consigo refletir sobre aquela situação. Enquanto a TV estava desligada, nenhum deles se aproximava dela, mas, desligada, servia apenas como enfeite do ambiente.

Deus nos chamou para sermos "luz do mundo" (Mateus 5:14), cumprirmos aquilo que Ele nos designou fazer (Mateus 28:19), mas a vida não será fácil. Quando a luz brilha, os "insetos" vão surgir na nossa frente, tentando impedir o nosso trabalho, tentando ofuscar a Luz de Cristo em nós. Isso é algo totalmente natural. Não tem como fugir.

Por várias vezes você vai se sentir triste, cansado, esgotado, até mesmo, um derrotado. Só que foi pensando exatamente nisto que Jesus disse para aqueles que estão dispostos a brilhar e não ser apenas um mero enfeite de ambiente:

"Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo". (João 16: 33b).

Não se deixe desanimar. Não se sinta um derrotado. As lutas fazem parte da caminhada com Cristo. Mas Ele está contigo! Peça ajuda pra Ele. Mantenha-se firme na Rocha que é Cristo. E que no final da sua vida, você possa falar o que Paulo disse:

- Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé. (2 Timóteo 4:7)

Estamos juntos nessa corrida!!!

Abraços!

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Um dos meus piores aniversários!

Um grande amigo meu fez aniversário um dia desses. Eu não vou citar o nome dele porque não peguei a autorização. hahaha!!

Pra mim, aniversário é como um dia qualquer, eu não costumo me empolgar tanto com o meu aniversário, mas eu sei que tem pessoas que o mundo pára no dia do seu aniversário. É feriado!!! É dia de curtir com a família, com os amigos, com o cachorro, o papagaio, com a tartaruga. Com quem quiser. Mas o importante é curtir! Eu conheço pessoas que fazem até contagem regressiva:

- Tá chegando, tá chegando!!! Só faltam 364 dias pro meu aniversário! - Tem doido pra tudo!!!

Pois bem… Esse meu amigo teve um dia muito normal no dia do aniversário dele. Normal até demais. Foi trabalhar como qualquer dia, depois foi pra faculdade e recebeu uns tímidos "feliz aniversário", uns tapinhas nas costas, alguns apertos de mão, algumas ligações e sms durante o dia, mas nada que o empolgasse tanto. Por dentro dele, havia uma expectativa para o Grande Dia, aliás era seu aniversário! Foi tanto, que ele chegou a falar pra alguns amigos da faculdade:

- Este é um dos meus piores aniversários!

Fico imaginando o "ânimo" dele, porque pra chegar ao ponto dele falar isso… Restava pra ele apenas fazer uma coisa: passar na casa da namorada (que por sinal também é uma pessoa fantástica).

Mas foi exatamente ai que a história começou a mudar! Ele não esperava que a namorada (e futura esposa. Hehe!!!) dele tivesse chamado a família e alguns amigos para uma festa surpresa! Todos na festa já sabiam, mesmo antes dele chegar, o que ele tinha falado pros amigos da faculdade, que também foram pra casa dela. Quando ele viu todo mundo escondido na cozinha, cantando "parabéns pra você"… O rosto dele mudou! Ele ficou tão feliz e sem graça que escondeu o rostou na parede. Vimos ali o quanto valeu a pena estar com ele. O que antes era desânimo, passou a ser alegria por estar com pessoas que ele ama.

No exemplo desse meu grande amigo, o desânimo durou um único dia. Mas quantas vezes passamos por verdadeiras batalhas na nossa vida que duram dias e mais dias, meses e mais meses sem solução. Existem pessoas que já enfrentaram ou estão enfrentando agora mesmo verdadeiras guerras que chegam a durar anos onde não conseguem dormir direito, nem mesmo dar um sorriso sincero, aquele que vem do fundo da alma.

Esse meu amigo foi procurar a namorada e ela, sem que ele desconfiasse, já tinha preparado uma festa surpresa pra ele.

Quando Jesus diz "venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso" (Mateus 11:28), é um sinal de que, se você realmente for até Ele, a festa vai começar! A lutas são tantas que não deixam a gente desconfiar de nada, nem imaginar o que está vindo por aí. Mas precisamos confiar em Cristo! Descansar nEle. Acredite, você vai comemorar essa grande festa que Ele já preparou pra você. A comida já está na mesa, os convidados já chegaram. Só está faltando você!

Não demore!!!

Abraços!!!

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Ah, você que é Cleber?

Trabalhei longos anos no setor de Pós-Vendas da Insinuante. Cada dia era um problema diferente, um mais louco que o outro. Apesar de tudo, eu gostava muito de trabalhar ali resolvendo os problemas dos clientes.

Um me chamou bastante atenção. Era dezembro, perto do natal. Uma senhora, que estava com um problema na sua TV, já tinha recorrido ao fabricante e nada tinha sido resolvido, resolveu entrar em contato com a gente e lá estava eu!

Foi uma semana inteira intermediando a situação, pressionando o fabricante pra resolver o problema da mulher. Ela me ligava todo dia querendo saber como tava o andamento das coisas. Enfim, autorizaram a troca da TV dessa senhora e ela ficou super satisfeita. Não parava de me agradecer.

Nesse setor, o sábado sempre foi o dia em que a gente mais ia trabalhar com roupas informais. Nada de camisa social, sapato… era o dia que a gente colocava a calça jeans, uma camisa de algodão, bem à vontade. Pois bem, eu pensava que aquela história já tinha acabado. Mas me enganei! Justamente num sábado, o segurança da empresa veio na minha sala dizer que tinha uma senhora na portaria querendo falar comigo. Lá fui eu, calça jeans surrada, camisa de algodão, tênis… Quando cheguei na portaria, tinha uma senhora de aproximadamente 60 anos, super arrumada, colar, brinco, parecia uma árvore de natal (hahaha!) e com uma garrafa de vinho e um panetone na mão. Cheguei pra ela e fui logo perguntando:

- Tudo bom. Em que posso ajudar?

- Eu estou esperando o Cléber. Eu vim falar com ele. - respondeu ela.

- Sou eu. - respondi.

De repente, ela me olha de cima pra baixo, com uma cara de decepção e solta um seco e cabisbaixo:

- Ah, você que é Cleber?

Depois que respondi que sim, a senhora em frações de segundos, me agradeceu, me entregou o vinho e o panetone e desapareceu. Foi tudo muito rápido, quase não tive tempo de agradecê-la. Acho que ela estava esperando um senhor de 60 anos, alto, cabelos grisalhos… rico. Eu não era o que ela imaginava. Eu não sei se foi a minha voz ou a forma calma como eu falava que fez a mulher ter uma outra imagem de mim.

Vejo que temos vivido tempos onde cada vez mais, a imagem que passamos nem sempre reflete quem realmente somos. Pessoas dóceis, amorosas, fortes, seguras nas suas decisões e muito mais, escondem por dentro pessoas totalmente diferente. Acabadas, cansadas dos problemas, do trabalho, da família, cansadas, até mesmo, da própria vida.

Será que a imagem que você tem passado, reflete quem você realmente é? Você é quem você parece ser? Será que por trás dessa pessoa alegre, dinâmica, participativa, trabalhadora, está uma pessoa que precisa de uma ajuda urgente?

Faça essa oração:

"Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos. E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno." (Salmo 139: 23-24)

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Cadê o "baiano"?

Uma vez eu fui num acampamento lá em Curitiba. Eu já morava em Salvador. A viagem tinha tudo pra ser maravilhosa, não fosse um detalhe.

O vôo era de manhã bem cedo, deu tempo de ver o Bom Dia Brasil da Rede Globo. Quando foram falar do tempo, eu fiquei congelado na frente da tv. Em Salvador tava marcando, de manhã, algo em torno de 28º C e em Curitiba… 0º!!! Passei bastante tempo arrumando a mala pra agüentar o frio que imaginava que fosse pegar lá. Eu vesti uma calça normal, uma camisa simples e um tênis. Na hora que vi a notícia, levantei e saí correndo até a mala pra colocar mais roupas no corpo. Coloquei um par de luva, outra calça, casacos… Tava gordo de tanta roupa que tinha vestido. hahaha!

Quando o avião chegou lá no aeroporto de Curitiba, o céu tava lindo, azul, sem nuvens… pensei que a meteorologia tinha errado de novo!

Na verdade, eu é que tava errado! Apesar do céu limpo, o frio tava insuportável. Minha mão quase ficou grudada no carrinho de bagagens. Mas o pior estava por vir! Fiquei sabendo que o lugar do acampamento era numa serra do Paraná e não em Curitiba. Eles disseram que era mais frio que a capital. Pensei em voltar pra Bahia. Aqui o sol esquenta de verdade!

Na primeira noite, peguei o meu cobertor e fui dormir. Mas percebi que ele só servia pras noites "frias" de Salvador, com termômetro marcando 20º C. Lá tava abaixo de 0º. Solução? Tirei as roupas da mala, literalmente entrei na mala, joguei as roupas por cima e peguei o colchão de uma outra cama que tava vazia e joguei por cima de mim. Orei pra Deus não deixar eu morrer congelado. Tive medo. É sério! Dessa vez não é brincadeira! Fiquei com medo de morrer mesmo!!!

Acordei com os paranaenses perguntando:

- Cadê o "baiano"? - Apesar de ser carioca, eles me chamavam de baiano por morar na Bahia.

Eu tava embaixo daquilo tudo! Por um milagre, eu tava vivo! Eu achava que tinha levado roupas de frio suficiente pra me esquentar. Tinha certeza disso! Mas tava errado!

Fico aqui pensando que no dia que Cristo voltar, levaremos apenas as coisas necessárias para a grande "prestação de contas", frente a frente com Deus Pai!

Nossa vida aqui nada mais é do que um "arrumar de malas" pra maior de todas as viagens. Uma viagem pra um lugar onde ficaremos por lá eternamente! Onde? Vai depender da sua mala.

Fico preocupado com as coisas que temos colocado na nossa mala. Vejo pessoas colocando orgulho, rancor, egoísmo, cada vez mais tirando o amor de dentro da mala… Amamos ao próximo, desde que ele seja nosso amigo, não seja da nossa família e nunca tenha pisado no nosso calo. Aí, sim, o amamos! Queremos sempre estar por cima. Sempre achamos que estamos certos, mesmo quando, no fundo no fundo, sabemos que não estamos.

A Bíblia é muito clara quando diz:

"Quem poderá subir o monte do Senhor? Quem poderá entrar no seu Santo Lugar? Aquele que tem as mãos limpas e o coração puro, que não recorre aos ídolos nem jura por deuses falsos. Ele receberá bênçãos do Senhor, e Deus, o seu Salvador lhe fará justiça." - Salmo 24: 3-5

Pare um pouco e veja o que tem dentro da sua mala! Talvez você precise refazê-la por completo. Jogar tudo no chão e arrumá-la novamente. Se for isso mesmo, não perca tempo. A gente não sabe a hora que começa a nossa viagem!

Abraços!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

E se ele abrir o meu guarda-roupa?

A gente sempre tem boas lembranças do passado, né? Alguns tem poucas lembranças e outros tem muitas. Mas todos temos. Né "mermo"?

Eu lembro do meu quarto na casa que eu morava lá no Rio. Ele era grande. Gostava muito dele. E eu nunca arrumava o meu guarda-roupa. Só quando minha mãe me obrigava a fazer isso. Na porta do guarda-roupa, tinha uma placa de perigo escrito: "Cuidado! Risco de desmoronamento!"

Uma vez, um tio meu, que mora em Vila Velha, Espírito Santo, foi no Rio visitar a gente. Eu não sabia que ele tava chegando. Eu sempre soube que ele é super metódico e organizado. Como era a primeira vez que ele ia na minha casa, eu tinha certeza que meus pais iriam mostrar a casa toda pra ele. Ao invés de eu ir falar com ele ainda no portão, eu saí correndo pro meu quarto, peguei todas as roupas que estavam no chão, na cama, na mesa do computador, na janela, no ventilador de teto, em cima do guarda-roupa, recolhi tudo e joguei de qualquer jeito dentro do já bagunçado guarda-roupa.

Depois, com a consciência "tranqüila", fui falar com o meu tio, já que o meu quarto já tava "arrumado".

Ele foi passando de cômodo em cômodo e meu coração batia mais forte quanto mais ele chegava perto do meu quarto. Ficava pensando comigo mesmo:

- E se ele abrir o meu guarda-roupa?

Mas aí, minha mãe me surpreendeu. Subiu um pouco antes, fechou a porta do meu quarto e quando meu tio subiu, ela só apontou pra onde ficava o meu quarto e disse:

- Ali é o quarto do Cléber. Eu sempre fecho a porta porque tá sempre bagunçado.

Me dei mal! De nada adiantou o meu enooorme esforço de "arrumar" o quarto! Eu não queria que o meu tio visse o meu quarto bagunçado e já nem tava mais. Acabou que não só o meu quarto ficou conhecido como bagunçado, mas eu mesmo fiquei conhecido como O bagunceiro. Acabou sendo pior.

Aí eu reflito que no Salmo 139:4 diz: "Antes mesmo que a palavra me chegue à língua, tu já a conheces inteiramente, Senhor."

Eu tentei dar um jeitinho e enganar o meu tio. Mas não deu certo.

Eu te pergunto: quantas vezes você já se pegou querendo esconder alguma coisa de Deus? Quem sabe agora mesmo você tenha um segredinho aí guardado dentro do seu guarda-roupa e talvez você esteja se iludindo pensando que no primeiro momento que tiver a sós com Deus você vai falar tudinho, detalhe por detalhe.

No versículo 2b diz que o Senhor "de longe conhece o nosso pensamento". Posso te falar uma coisa? Desista! Não tem como você esconder de Deus isso aí que você tá tentando guardar só pra você. Ele sabe quem você é, o que você está pensando agora, as suas intenções e conhece muito bem, até mesmo, os seus pecados. Mas apesar de tudo, Ele te ama!

Limpe o quarto da sua vida hoje mesmo, começando pelo guarda-roupa. Jesus vai te ajudar. Acredite nisso!

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

É óbvio que não!

Sabe aquelas pessoas que tem uma dificuldade gigante de pensar antes de falar ou fazer alguma coisa? Ops, você é assim? Me desculpa! Nada pessoal! Hehe!!!

Então, eu tenho um amigo que é assim e um tempão atrás ele me disse que tava no trânsito, todo apressado. Aí aconteceu uma coisa super normal de acontecer e eu sei que vocês vão concordar comigo. É exatamente nos dias que a gente mais tá mais com pressa, que as outras pessoas resolvem passear pela cidade. Parece que nesses dias, a velocidade máxima é 20km/h. Não é assim mesmo? Você também deve ter várias histórias parecidas!

Esse meu amigo me disse que nesse dia tinha um carro na frente dele que não andava e nem dava espaço pra ele ultrapassar. E pra piorar, a pista só tinha uma faixa. Ele buzinava, colava no carro do cara da frente e nada! Ele chegou a perceber que o cara tava impedindo ele de passar de propósito. Mas aí apareceu um espacinho pra ele ultrapassar o cara. E ele não perdeu tempo. Foi parando do lado do carro do cidadão, já baixando o vidro e viu que o cara tava fazendo o mesmo. O sangue ia esquentando a cada centímetro e quando colocou o carro dele do lado do carro do cara e olhou pra dentro do outro carro, foi quando ele viu que… era o pastor da igreja dele!

Ele engoliu tudo o que queria dizer naquele momento e, todo sem graça, disse:

- A paz do Senhor, pastor!

Eu não me contive e perguntei:

- Era isso o que você queria falar?

- É óbvio que não! - Ele me respondeu.

É impressionante que são nessas situações que a gente percebe a dificuldade de ter uma das partes do fruto do Espírito: domínio próprio! É sinistro conseguir ter isso! Diz ai… Né mesmo?

No Salmo 19:14 o salmista pede: "que as palavras da minha boca e a meditação do meu coração sejam agradáveis a ti, Senhor."

Caramba! Se não bastassem as palavras, ainda tem a meditação do coração! Pegou pesado!

Esse meu amigo conseguiu tornar as palavras da boca dele "agradáveis" ao Senhor, mas como será que tava a meditação do coração dele? Será que eram agradáveis ao Senhor? Acho que não! Então não tenho dúvidas em dizer que as palavras não valeram de nada.

Vamos ficar ligados, primeiramente, na meditação do nosso coração.

Quando reagimos à alguma situação inesperada no nosso dia-a-dia de forma que é irrepreensível na Palavra de Deus, é que a gente percebe que o verdadeiro cristianismo tá fincado na nossa vida.

Abraços!

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Rio de Janeiro, Cidade Maravilhosa

Me lembro que quando eu era criança e ainda morava no Rio de Janeiro, Cidade Maravilhosa, fui com meus pais visitar o Cristo Redentor! Não sei quantos de vocês já foram lá, mas os que foram, tenho certeza que vão concordar comigo: a vista é incrível lá de cima!

Sei que os humoristas anti-rio de janeiro estão pensando: só de cima mesmo, longe de toda confusão, pro Rio ser lindo. Interessante que foi mais ou menos essa a sensação que eu tive quando tava lá em cima.

Pensei nos carros correndo e buzinando num engarrafamento interminável; nos ônibus lotados passando sempre com atraso; nos caras que entram no ônibus pedindo desculpa por atrapalhar a paz da sua viagem e vendem de caneta-calendário à balas e chicletes; nos vendedores ambulantes que gritam e te oferecem de tudo; nos prédios gigantes que te sufocam; na multidão que te cerca e te empurra… ufa!!! É melhor parar por aqui

O mais interessante é que no meio de toda essa confusão, lá está o morro do Corcovado com a estátua do Cristo Redentor bem no topo. Lá a sensação é bem diferente. Nada daquilo que escrevi no parágrafo anterior estão presente. A gente só ouve o som dos pássaros e o barulho do vento batendo no seu ouvido. Sem falar na vista! E que vista!!! A cidade do Rio de Janeiro vista de cima é algo… sem palavras! Perfeito!

Tudo isso me faz pensar no Salmo 61:2b: "leva-me para a rocha que é mais alta do que eu."

Talvez você esteja vivendo dias de muita correria, muitas coisas pra resolver, agitação, prazos e mais prazos, pagamentos e mais pagamentos, provas, simulados, problemas e mais problemas. Ou não! Talvez a falta de coisas pra fazer é que esteja tirando a sua paz e você não consegue parar e encontrar um lugar onde você tenha paz e o som dos pássaros e do vento. Quem sabe seja realmente isso o que você está precisando: paz no meio do caos!

Filipenses 4:7 diz que "a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus."

É disso o que você precisa! A paz de Deus que excede, vai além, de todo entendimento!

O morro do Corcovado está ali, no meio de toda a confusão do Rio de Janeiro. E Deus quer fazer isso com você também. Te levar para uma rocha alta, onde você encontre, não uma estátua, mas o verdadeiro Cristo Redentor, Jesus! E lá, você encontrará descanso e paz no meio de toda a confusão. E quando você descer dessa rocha, vai descobrir que este mesmo Jesus Cristo, o Redentor, está dentro de você, mesmo no meio do mais agonizante caos.

Peça pra Deus te levar para esta rocha hoje mesmo!

Abraços!

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Eu não pedi a sua ajuda!

Vou falar novamente de uma experiência que tive em Alagoas. Mas dessa vez não é tão aterrorizante como a que eu falei no outro texto.

Teve um dia lá que nós, da SOS Global, estávamos trabalhando pesado num depósito de doações e tinham alguns moradores desabrigados ajudando a gente. E entre eles tinha uma mulher que vou chamar de "Maria". Nesse dia tava uma correria louca ali no depósito, tinha muita coisa pra fazer em pouco tempo. No meio do corre-corre, muito calor, todo mundo super suado, aquela agitação toda, eu vi Maria sentada, tranqüila como se nada estivesse acontecendo.
Eu me incomodei com a situação e fui lá cheio de educação, sorriso no rosto, voz mansa e pedi pra Maria ajudar a gente. Inclusive ela, como desabrigada, também iria se beneficiar do que a gente tava fazendo ali.

Em troca, recebi um "educado": não!

Insisti um pouco mais e falei pra ela da importância do que a gente tava fazendo ali e falei também que a equipe da SOS Global tinha vindo de longe só pra ajudá-los. Tinha gente de Londrina, São Paulo e Bahia. Pensei que iria receber outro simples e seco "não". Mas a resposta da Maria me deixou sem reação. Ela disse:

- Você veio de longe porque quis. Ninguém mandou você vir pra cá. Eu não pedi a sua ajuda!

Eu fiquei paralisado! Uma outra moradora intermediou a situação e disse pra Maria que ela não tinha o direito de falar assim comigo. Mesmo assim, Maria não foi ajudar a gente.

Fiquei pensativo o resto do dia, tentando acreditar na resposta que tinha recebido. Cheguei à seguinte conclusão:

Mesmo antes da Maria me dizer aquilo tudo, já dava pra perceber pelas atitudes dela, ou melhor pela falta de atitude, que isso era exatamente o que ela pensava do nosso esforço ali, do nosso amor em largar tudo aqui para ajudá-los. As atitudes dela já haviam me dito tudo isso, antes mesmo dela falar qualquer coisa.

Refleti: Eu abri mão de 28 dos 30 dias de férias que tenho direito pra estar ali ajudando aquele pessoal em Alagoas, achava isso o máximo, apesar de fazer tudo com muito amor. Mas lembrei que Jesus fez algo I-N-F-I-N-I-T-A-M-E-N-T-E maior do que esse meu "esforço". Ele largou toda a sua glória, veio a terra, se humilhou, deu sua vida por nós, literalmente (Isaías 53), e, assim como Maria, nossas atitudes, ou falta de atitudes, dizem o seguinte pra Jesus:

- Você veio de longe porque quis. Ninguém mandou você vir pra cá. Eu não pedi a sua ajuda!

A lendária Legião Urbana disse na música Índios que "esse mesmo Deus foi morto por vocês. É só maldade então, deixar um Deus tão triste".

E é assim que temos deixado esse Deus: triste!

Chegou a hora da gente rever as coisas que temos feito e as que temos deixado de fazer.

Talvez você seja um assíduo freqüentador de igreja ou nunca tenha pisado em uma. Independente disso, o mais surpreendente e apaixonante nessa história toda é saber que, ainda assim, Jesus está pronto pra te perdoar, te abraçar, pegar na sua mão e caminhar contigo. Basta apenas você decidir e dizer com as suas próprias palavras que quer segui-lo.

Ele morreu por mim e por você. Ele me ama, Ele te ama!

Pense nisso!

Abraços!