sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Nunca mais viajo com ele!

Quem me conhece sabe que eu amo viagem missionária. Não posso ficar sabendo de uma pra querer estar nela. E nem importa pra onde vai ser. É a minha vida! Amo muito tudo isso!

Mas teve uma dessas viagens que eu fiz que enfrentamos um problema que tava tirando todo mundo do sério. E o problema não era falta de comida, de água, local próprio pra dormir… o problema era um dos membros da equipe.

Todo mundo ralando, cada um fazendo uma coisa e ele lá, descansando como se nada estivesse acontecendo. Muitas vezes ele vinha, fazia uma coisinha aqui, outra ali, mas logo depois ele "jogava" aquela bola de fumaça dos ninjas que a gente vê nos filmes e... desaparece. Era impressionante. E o pior era que a gente falava que era pra ele fazer alguma coisa, mas não adiantava. Todo mundo falava:

- Nunca mais viajo com ele!

Quem já foi em viagem missionária sabe o quanto é imprescindível que todo mundo colabore, que, pelo menos, cada um faça o seu trabalho bem feito. Alias, a gente sai da nossa casa, vai pra um outro lugar com um propósito e a única coisa que não podemos fazer lá é turismo. Isso não dá! Esse meu amigo tinha orgulho de estar numa viagem missionária, tirava até onda, mas o coração dele tava longe do verdadeiro propósito.

E eu fico pensando que, se a nossa missão aqui na terra é "ir e pregar o evangelho a toda criatura" (Marcos 16:15), e se eu sei que Jesus disse que "nós não somos deste mundo, assim como ele não é" (João 17:16), então isso quer dizer que a nossa vida aqui nada mais é do que uma longa viagem missionária!

Então, pelo visto, existem várias pessoas que se comportam da mesma maneira que esse meu amigo se comportou nessa viagem!

Te pergunto: Como está o seu compromisso nessa que é a maior viagem missionária? O que você tem feito em prol do Reino? Você também é desses que fica sentado vendo as outras pessoas trabalhando? Ou pior, você é desses que tira onda de uma pessoa que faz e acontece, mas sabe que você não é nada disso do que pensam de você? Você sabia que, na Bíblia, existem advertências pesadas sobre as pessoas que vivem assim?

Vamos ver algumas delas:

- Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta. (Tiago 2:26)

- "Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês dão o dízimo da hortelã, do endro e do cominho, mas têm negligenciado os preceitos mais importantes da lei: a justiça, a misericórdia e a fidelidade. Vocês devem praticar estas coisas, sem omitir aquelas. Guias cegos! Vocês coam um mosquito e engolem um camelo. "Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês limpam o exterior do copo e do prato, mas por dentro eles estão cheios de ganância e cobiça. Fariseu cego! Limpe primeiro o interior do copo e do prato, para que o exterior também fique limpo. "Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês são como sepulcros caiados: bonitos por fora, mas por dentro estão cheios de ossos e de todo tipo de imundície. Assim são vocês: por fora parecem justos ao povo, mas por dentro estão cheios de hipocrisia e maldade. (Mateus 23:23-28)

- Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. (Apocalipse 3: 15-16)

Agora é com você e Deus! Você já está na viagem missionário que Deus preparou pra você. Prepare-se!

Abraços!

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Vou morar no Canadá!

Ano passado eu decidi fazer uma coisa: passar minhas férias no Canadá! Vi uma agência de intercâmbio, procurei o melhor pacote, escolhi a melhor cidade e escolhi ir pra Vancouver! Perfeito!

A partir daí comecei uma intensa pesquisa de várias coisas em Vancouver. Lista de coisas pra comprar, melhores shoppings, pontos turísticos, igreja. Procurei até trabalho lá. Dependendo de como fossem as coisas por lá, nem voltaria pro Brasil. Ficaria por lá mesmo! Eu tinha um pensamento muito forte dentro de mim: vou morar no Canadá!

Mandei todos os meus documentos pra agência (e haja documento!) pra tirar o visto de estudante. A mulher viu tudo e me instruiu em muitas outras coisas, pesquisou as passagens, transferi o dinheiro pra conta deles e passagens compradas. Tudo estava dando muito certo.

Faltando apenas uma semana pro embarque ela me liga pra dizer que o meu visto foi negado! Não tinha muita explicação. Tudo desabou! Fiquei sem saber o que fazer. Foi aí que ela me disse que eu tinha duas opções que não precisavam de visto: África do Sul e Nova Zelândia. Escolhi a África do Sul e amei aquele país.

Porém, fui obrigado a me lembrar Tiago 4:13-15:

- Ouçam agora, vocês que dizem: "Hoje ou amanhã iremos para esta ou aquela cidade, passaremos um ano ali, faremos negócios e ganharemos dinheiro". Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa. Ao invés disso, deveriam dizer: "Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo".

Quais são os planos para o próximo ano? Quais são as suas promessas? Você já colocou todos esses seus planos diante do Senhor da sua vida?

Muitas vezes tentamos viver uma vida independente da vontade do Senhor. Fazemos os nossos planos, estipulamos os nossos prazos, traçamos as nossas metas e pedimos pra Deus dar um jeitinho de se encaixar em tudo isso, quando na verdade deveria ser o contrário.

Ainda faço pra você a seguinte pergunta: nesses "seus" planos pra 2011, quantos são os que o foco não é você, mas as coisas do Reino?

- Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas. (Mateus 6:33)

Quando você senta pra fazer os planos, o que vem primeiro?

Pense nisso!

Abraços!

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Lembra e vê

Eu tive um amigo na época que morava no Rio de Janeiro que era fã da Legião Urbana. Era aquele típico cara magro, cabelo um pouco grande, barbudo, sempre com um violão na mão e adorava soltar frases filosóficas, principalmente as que tinham nas músicas da Legião Urbana. A gente se divertia muito com ele. Sempre tinha aquele tom meio rebelde e meio "paz e amor" nas suas conversas.

Eu era bem mais novo que ele e, tanto pra mim quanto pra outros amigos da minha idade, ele era um formador de opinião. Eu não esqueço uma vez que sentamos na frente da casa dele e ficamos ouvindo ele tocar e cantar por horas e horas. Lembro da frase de uma das músicas que ele mais cantava:

- Quando o sol bater na janela do teu quarto, lembra e vê que o caminho é um só.

A humanidade tenta responder várias perguntas. Ainda mais agora, em pré-reveillon. Pensamos no que deu certo, no que deu errado, como encontrar paz, qual o caminho da felicidade verdadeira e tantas outras questões. Pra responder essas perguntas fazemos muitas coisas. Inventamos religiões, mitos, ídolos, deuses, gurus, nos tornamos deuses de nós mesmo, criamos filosofias, alteramos a teologia para nosso próprio benefício, ajudamos ao próximo para estarmos mais próximo de Deus e prometemos que no próximo ano faremos mais coisas ainda. Enfim, nos desdobramos em busca de uma resposta.

Na Bíblia, seguida pela maioria das religiões ocidentais, Jesus disse em João 14:4 algo que dá base pro que Renato Russo disse naquela música:

- Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

Onde e como você tem procurado as respostas pras questões da sua vida? Muitas vezes ficamos presos nas formas de como encontrar as respostas e não conseguimos chegar até aquele que tem as respostas: Jesus!

Mateus 6:6 mostra uma forma simples que não dá margem pra gente se perder nessa busca:

- Quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está no secreto. Então seu Pai, que vê no secreto, o recompensará.

Não existe muito mistério nisso, é simples. É você e Deus. Por isso eu te convido, no meio de toda agonia e corre-corre, a fazer o que Renato Russo disse: "lembra e vê que O caminho é um só."

Abraços!

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Sinto muito lhe informar

Ontem aconteceu algo "interessante'' comigo. Tava no quarto lendo a Bíblia ontem a noite. Comecei por Tito e terminei em Hebreus. Aproveitei para pegar o meu celular para ir colocando no twitter algumas coisas que Deus tava falando comigo ali naquele momento e coloquei alguns versículos também.

Só que nessa de estar com o celular na mão pra twittar, quando eu percebi, já tava com um joguinho aberto e a Bíblia do meu lado. Parei de jogar? Não! Continuei jogando e assim fui até mais tarde. Saí do jogo, fechei a Bíblia e fui dormir, mas, mesmo tendo lido quase dois livros inteiros, eu sabia que não tinha lido o suficiente.

E fiquei pensando num versículo quando acordei:

"Não te desviarás de todas as palavras que hoje te ordeno, nem para a direita nem para a esquerda, andando após outros deuses, para os servires." (Deuteronômio 28:14)

A gente está vivendo numa época com inúmeras coisas que podem fazer a gente desviar tanto para a direita, quanto para a esquerda. Tava, até mesmo, conversando sobre isso no aniversário de um novo e grande amigo meu. Alguns anos atrás a gente nem tinha celular e, mesmo assim, a gente vivia sem problemas. E hoje já tem mais celular do que pessoas no Brasil.

Além de celular, eu sei que existe uma infinidade de coisas que pode tirar a gente do foco, por isso aproveito pra ir um pouco mais fundo na seguinte pergunta:

- Quais são as coisas que desviam os seus caminhos dos ensinamentos da Palavra de Deus?

Não to falando apenas de tempo de leitura, mas de conteúdo. A leitura, por si só, não te leva a lugar algum. O conteúdo sim! Fico pensando que parece ser cômodo dizer "todo mundo peca" para justificar o nossos pecados. Mas sinto muito lhe informar que quem peca não é "todo mundo", é "você". A mudança deve acontecer dentro de mim e dentro de você, individualmente.

Olhe para o seu caminho, repare onde você está derrapando. Peça pra Deus te ajudar.

Abraços!

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Era verdade!

Um dos meus melhores amigos é uma referência pra mim de um cara aventureiro. É daquele tipo de pessoa que nem pensa duas vezes antes de fazer uma trilha, entrar mata a dentro apenas por entrar, não propriamente pra encontrar uma cachoeira ou uma vista bonita. O importante é a aventura! Já fiz várias trilhas com ele e com outros amigos. Inclusive trilhas longas, dentro de rio, debaixo de chuva, terreno acidentado, enfim… aventura! Pra isso ele é do tipo incansável!

Teve uma trilha que a galera marcou de fazer esse ano e eu não pude ir. Foi pra um lugar muito bonito, com cachoeiras, rio, terreno acidentado, subidas e descidas, ponte, escalada em paredão de pedra. Tudo de bom!

Mas quando o pessoal voltou, fiquei sabendo de uma notícia que custei em acreditar. Na verdade, até hoje essa notícia me causa um certo espanto. E não foi alguém que me disse. Ele próprio disse pra mim que não agüentou fazer a trilha. Por alguns segundos eu pensei:

- Ele está brincando comigo! É alguma piada nova, sei lá… algo do tipo!

Mas não! Era verdade!!!

Hoje, pensando nisso que aconteceu, reflito numa passagem da Bíblia, que tá lá em Isaías 40: 30 e 31, que diz o seguinte:

"Até os jovens se cansam e ficam exaustos, e os moços tropeçam e caem; mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam bem alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam."

A impressão que eu tenho da nossa vida é que ela é uma verdadeira trilha. Passamos por tantos altos e baixos, terrenos acidentados, lamas, muitas vezes precisamos até mesmo andar dentro do rio e no sentido contrário ao fluxo da água. É preciso ter muita força pra poder continuar a trilha. E muitas vezes essa força acaba.

Os jovens, na teoria, ficam cansados por último, mas o texto diz que até eles se cansam e ficam exaustos. Mas não é isso que acontece com os que esperam no Senhor! Eles tem a sua força renovada. Andam e não se cansam! Esse é o segredo pra agüentar os terrenos acidentados da vida.

Você está cansado da vida? O sobe e desce tem deixado você cabisbaixo e desanimado? Espero que, com confiança, você possa fazer essa oração aqui:

"No dia da adversidade Ele me guardará protegido em sua habitação; no Seu tabernáculo me esconderá e me colocará em segurança sobre um rochedo."

Deus está contigo! Confie nEle! Fica firme!

Abraços!

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Ainda to com sede

Um tempão atrás eu tava na casa de uma amiga que vou chamá-la carinhosamente (hahaha) de Abrilina. Eu passei por lá logo depois do trabalho e antes de ir pra faculdade. Nesse dia, de repente, eu senti uma dor de cabeça tão grande que eu acho que foi a mais forte que eu já senti na minha vida. Imagine que a dor era tão forte que teve força suficiente pra preencher toda a minha caixa craniana… hahahah!!!

Lembro que cheguei pra Abrilina e disse que iria deitar um pouquinho só pra ver se a dor passava. Lógico que também tomei remédio, né! O interessante é que, quando eu acordei, a primeira coisa que eu fiz foi pedir um copo de água pra Abrilina. Depois que tomei, eu disse pra ela:

- Ainda to com sede, você pode pegar mais um copo?

E essa cena se repetiu até o 3º ou 4º copo. E ainda tava com sede. Era como se eu não tivesse bebido nenhum copo de água. A sede não passava. Foi aí que Abrilina me perguntou:

- E você ainda tá com dor de cabeça?

- Não. - Respondi.

Então Abrilina me falou uma coisa que eu fiquei impressionado. Ela disse o seguinte:

- Enquanto você tava dormindo, eu orei pra Deus tirar a intensidade da sua dor de cabeça e colocá-la em outra coisa. Por isso que você está com tanta sede!

Sempre lembro desse episódio como sendo um dos milagres mais "doidos" de Deus na minha vida. Abrilina orou crendo que Deus podia atender o seu pedido.

Sei que muitas vezes a gente passa por situações muito piores que essa dor de cabeça. Situações que até mesmo fazem a gente chorar, não é mesmo?

Mateus 21: 21 e 22 diz: "em verdade vos digo que, se tiverdes fé e não duvidardes, (…) até se a este monte disserdes: Ergue-te, e precipita-te no mar, assim será feito; E, tudo o que pedirdes na oração, crendo, o recebereis."

Mas aí eu te pergunto: Será que Deus só tem poder para agir nessas pequenas coisas? Será que o poder de Deus não pode atuar também nas grandes coisas? Ou será que nós é que não temos fé suficiente para confiar nEle quando as coisas caem sobre nós?

O poder de Deus é ilimitado e Ele quer que a nossa fé também seja! Busque isso e você verá Deus te surpreender com o Seu poder.

Abraços!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Ela enxerga!

Tava pensando hoje sobre uma história que uma grande amiga minha me disse uma vez. Apesar de ela não aceitar esse título, eu a tenho como um grande exemplo de uma pessoa cristã, não somente pelo que ela fala, mas pelo que ela faz. Nossa amizade é daquelas que não existe a possibilidade de a gente ter conversas rápidas. É muito difícil isso acontecer! A gente sempre fica bastante tempo conversando e nem dá pra perceber o tempo passar!

E ela uma vez me falou que tava num colégio descendo a escada e guiando uma pessoa com deficiência visual. Ela segurava essa pessoa pelo braço enquanto a guiava calmamente degrau por degrau. Fico pensando que quem tem esse tipo de deficiência tem sempre que confiar bastante em quem está guiando, porque a que enxerga tem essa vantagem em relação a ela. Né mesmo?

Mas aconteceu uma coisa que fez a história mudar de lado. Faltou luz! Nesse momento as duas já não conseguiam enxergar nada que tinha pela frente, e essa minha amiga passou a estar em desvantagem, porque a pessoa que ela estava guiando tinha muito mais facilidade de andar no "escuro". E assim, ela foi quem passou a ser guiada até o final da escada.

Muitas pessoas tem certos problemas e pensam que isso é o "fim do mundo". Se a gente analisar as duas pessoas do exemplo, vamos ver que a minha amiga tem uma grande vantagem em cima da outra: ela enxerga!

Mas numa situação dessas, de que adianta enxergar se não dá pra ver nada? A deficiência passou a ser vantagem, porque ela faz com a pessoa tenha habilidades que outros não tem. Nessa situação, a minha amiga passou a ser a deficiente, porque ela não tinha uma habilidade que a outra tinha muito bem.

Uma coisa que me chama a atenção nessa história, é a humildade da minha amiga em reconhecer que a outra pessoa era superior a ela naquele momento. Ela podia muito bem parar na escada e esperar a luz voltar. Mas não foi isso que ela fez!

Filipenses 2:3b diz: "sejam humildes e considerem os outros superiores a vocês mesmos."

Muitas vezes a gente percebe que isso está em falta hoje em dia. Muitos acham que são superiores aos outros e que não podem ser ajudados por ninguém. Esse tipo de pessoa tem uma grande dificuldade em entender que nós dependemos uns dos outros. Hoje eu posso estar ajudando, mas amanhã eu posso estar precisando de ajuda.

A Bíblia fala da diferença entre o orgulhoso e o humilde em Provérbios 11:2:

- O orgulhoso será logo humilhado; mas com os humildes está a sabedoria.

Como está o nível de orgulho na sua vida? Você se acha melhor do que os outros? Talvez não seja bem isso o que Deus está pensando sobre você! Pense nisso!

Abraços!

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Não faça isso!

A minha casa parece um zoológico. Um dia desses eu ainda vou colocar uma barraquinha de pipoca no portão e cobrar entrada pras crianças verem os bichos ali dentro. Tem 4 cachorros, uns 8 coelhos e 1 cágado… isso sem falar de mim, né? hahahaha!!! Por um acaso, se alguém quiser coelho e cachorro, é só falar!!!

Hoje de manhã, assim que acordei, fui no quintal e vi que o cachorro estava tentando pegar alguma coisa embaixo de um armário que tem na varanda. Obviamente, fui lá dar uma olhada e vi que ele tava tentando pegar um filhote de coelho que tava se escondendo ali embaixo. O coelhinho tava tremendo de medo. Na mesma hora, mandei o cachorro sair dali. Ele abaixou a orelha e saiu da varanda na mesma hora. Quando eu virei as costas, lá estava ele de volta tentando pegar o coelho. Fui obrigado a mandar ele sair de lá novamente. Tentei pegar o coelho, mas não dava. Ele tava muito escondido. Assim que entrei em casa, ouvi os gritos do coelhinho e percebi que o cachorro tinha voltado pra lá de novo. Procurei o coelho e não o vi mais. Eu tenho certeza que o cachorro não comeu ele, mas acho que o coelhinho foi se esconder em outro lugar.

Percebi que existia uma luta dentro do cachorro. O instinto animal dele era maior do que a obediência aos meus comandos de "não faça isso"!

Essa mesma luta também existe dentro de nós. É disso que a Bíblia fala em Gálatas 5:17:

- A carne deseja o que é contrário ao Espírito; e o Espírito, o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que vocês não fazem o que desejam.

Paulo também falou sobre isso em Romanos 7:19 ("o que faço não é o bem que desejo, mas o mal que não quero fazer, esse eu continuo fazendo").

No próprio capítulo 5 de Gálatas, no versículo 16, vem a grande dica para a gente enfrentar essa luta que travamos contra o pecado todos os dias dentro da gente:

- Por isso digo: vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne.

O problema é que muitos optam viver pela carne e pensam que isso é normal. Desprezam a liberdade do pecado que temos em Cristo Jesus. Desprezam o Espírito.

Analise a sua vida. Você tem vivido como escravo do pecado ainda? Quero te dizer que Cristo te libertou! Busque-o de todo coração. Confesse os seus pecados para Ele. Viva pelo Espírito!!!

Quero fechar com Hebreus 4:16:

- Assim sendo, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade.

Abraços!!!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Faça alguma coisa!

Ronaldinho Gaúcho é, na minha humilde opinião, um dos melhores jogadores de futebol do mundo ainda hoje. Muitos criticam ele por não ser o mesmo dos tempos do Barcelona, mas ainda assim ele continua sendo genial. É daqueles jogadores que pegam na bola e você não sabe o que ele vai fazer. É imprevisível.

Ele foi pra Europa cedo, graças aos milhões de euros que o futebol de lá oferece. Sem falar na fama do futebol do velho continente, Lá é uma vitrine muito maior do que o da América do Sul para o futebol. Sem dúvidas.

E hoje eu tava lendo o jornal na internet e vi que 3 grandes times do Brasil estão tentando repratriá-lo. Mas por ser um jogador que custa muito caro, os 3 times estão com planos que beiram a loucura para tentrar trazê-lo de volta pro Brasil. É uma quantia de dinheiro que nem mesmo esses 3 times tem em caixa. Vão depender de uma audacioso plano de marketing e de alguns patrocinadores para conseguir realizar esse sonho deles. Independente de onde ele jogue (se realmente vier), sem dúvidas será uma grande alegria pro futebol brasileiro.

A Bíblia fala de alguém que também fez "loucuras" para repratiar alguns que estavam vivendo em pátrias dominadas pelo pecado: Jesus.

Em Mateus 18: 11 está escrito que "o Filho do homem veio salvar o que se tinha perdido". (Mateus 18:11)

E a estratégia de Jesus foi dar a própria vida por essas pessoas. Eu e você também fomos repatriados por causa deste sacrifício. Eu as vezes fico imaginando o que levou Jesus a descer da sua glória pra morrer por pessoas como nós! Estou convicto que nunca vou entender esse amor. É fato! Esse amor é o que O moveu a cometer essa "grande loucura". Ainda bem!

Mas e qual loucura você tem feito para tentar "repatriar" pessoas que você conhece e sabe que estão vivendo nessas pátrias que você já viveu? Será que você não ficaria feliz em tê-los por perto? Pense em como seria bom você poder conversar sobre experiências que cada um tem tido com Deus! Pense, também, em como seria bom você saber que, quando Cristo voltar, esses seus amigos e familiares estarão indo com você para a Pátria Celestial, que Jesus preparou para nós!

Só me resta dizer o seguinte pra você: Saia do lugar! Faça alguma coisa!

Abraços!

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Isso faz toda a diferença!

Ontem foi o último dia do Natal de Vilas 2010 e saímos de lá com a certeza de que o nome de Deus foi glorificado. Todos estão de parabéns, todos foram usados para glorificar o nome de Deus. Afinal, o que seria dos atores sem o pessoal da maquiagem? O que seria do evento sem o pessoal da segurança e da logística? E assim por diante…

No sábado, Deus preparou uma grande surpresa pra nós. Uma pequena e rápida garoa caiu no Clube de Vilas, alguns ficaram preocupados, outros confiantes que Deus estava no controle. Depois ficamos sabendo que caiu uma chuva pesada em locais próximos ao Clube e vimos que Deus não permitiu que essa chuva caísse ali. Glória a Deus!

O mais importante do espetáculo foi: Cristo nasceu! Essa é a mensagem que mudou a história e essa deve ser a mensagem central da nossa vida!

No final de tudo, um pequeno problema com os fogos assustou algumas pessoas, algumas chegaram a chorar com o susto, mas nada demais. Poderia ser pior, mas, como sempre, Deus agiu e nada de grave aconteceu. Isso não foi suficiente para apagar o brilho do espetáculo: o nome de Jesus!

Coisas parecidas acontecem nas nossas vidas. Muitas vezes as coisas estão indo tão bem, vivemos momentos de tanta intimidade com Deus e algo vem pra tentar desviar o nosso foco daquele que nunca nos abandona: Jesus!

Tente ver o que tem tentado desviar o seu foco do Autor e Consumador da sua fé. Coloque todas essas coisas diante daquele que sempre estará contigo. Esteja você onde estiver!

Em Hebreus 2:1 diz que "importa que nos apeguemos, com mais firmeza, às verdades ouvidas, para que delas jamais nos desviemos."

Faça isso! Quando acontecerem coisas tentando tirar Cristo do foco da sua vida, apegue-se mais ainda aos ensinamentos que só a Bíblia consegue te dar. Não desgrude-se dela nem por um minuto. Você vai ver como isso faz toda a diferença!

Abraços!

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

O espetáculo vai começar!

Está tudo praticamente pronto! Comparando com tudo o que já foi feito, a gente já pode dizer que faltam apenas alguns detalhes. Os palcos já estão montados, falta apenas finalizar a ornamentação, mas está no prazo ainda. Os corais dos adultos e das crianças já estão devidamente ensaiados, a galera da dança continua pulando de um lado pro outro, os atores já sabem as suas falas, os cantores já tem as músicas na cabeça, os figurantes sabem o que fazer. Sem falar nas equipes de fotografia, segurança, logística, assessoria de imprensa, som, contrarregra, saúde, cantina do CEZA, Vila do Natal… sei que esqueci algumas áreas, afinal são tantas coisas que precisam ser feitas pra um espetáculo desse porte!

Foram meses e meses de muuuuito trabalho, muita correria. Reuniões e mais reuniões para escolher o tema, o enredo, como ele seria feito, quem seriam os atores e os cantores, criar as músicas. Definir a estrutura de palco, som e iluminação, elaborar a campanha de marketing, preparar o figurino. Tínhamos que correr bastante porque a gente via que o prazo era um relógio que não parava (bem que ele podia dar uma segurada de leve, né?). As datas já estavam escolhidas: 18 e 19 de dezembro de 2010. E já é amanhã!!!

Resta a gente ouvir o famoso: Senhores e senhoras, o espetáculo vai começar! A partir daí tudo será festa!

Mas e você? Está pronto para o maior de todos os espetáculos? A Bíblia fala dele em Mateus 24:27 que "assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem."

A gente sabia, desde o começo do ano, quando seria o Natal de Vilas e nos preparamos para isso. Mas ninguém sabe quando será a volta de Cristo! E se você morrer hoje? Está preparado? Ou você pensa que ainda vai viver pelo menos mais uns 20, 30 ou até mais do que 40 anos? Quem te dá essa certeza?

Não fique de fora desse grande espetáculo! Prepare-se!

"E acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo." (Atos 2:21)

Não deixe para a última hora! Hoje pode ser a última hora!

Abraços!

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

O espetáculo ainda não acabou!

O último Natal de Vilas realizado na frente da IBVA, foi especial. Gostei de outros, mas esse… foi muito bom! O coral das crianças cantaram músicas que ficaram marcadas. E imagino que os que estavam lá estão cantando essas músicas agora mesmo. hahaha!

Mas o final teve um momento que foi a "A" cena. Até hoje essa cena é lembrada por todos como sendo a mais marcante daquele ano. Um grande amigo meu, que irei chamar carinhosamente de Arquiteclínio, estava representando Jesus. Ele tinha aquele estereótipo popular de Cristo, cabelo grande e barba cheia. Enquanto o coral finalizava a música, Arquiteclínio apareceu bem no meio do stage, com uma bata branca e uma faixa vermelha passando pelos ombros. Ele não falou nada, apenas apareceu, abriu um sorriso e levantou as mãos. Todos aplaudiram e outros choravam. Essa cena simples até então, tornou-se o gran finale do espetáculo. Foi apoteótico!

Assim que os segundos de aparição do Arquiteclínio chegaram ao fim, ele abaixou as mãos e se preparou pra sair de cena. Todos já tinham dado como certo que o espetáculo já havia acabado. Só faltava apagar as luzes. Mas não sei o que passou pela cabeça do meu grande amigo. De repente Arquiteclínio levanta novamente os braços, abre o sorriso e transforma o segundo ato muito melhor e mais emocionante do que o primeiro.

Quem sabe você já tenha vivido grandes momentos com Deus, momentos em que você aplaudia até mesmo de pé essa sua relação com Ele. Talvez hoje você tenha até saudades desse tempo. E agora você diz que está faltando apenas alguém apagar a luz e nada mais.

Em Jeremias 33: 10-11 diz: "Vocês dizem que este lugar está devastado, e ficará sem homens nem animais. Contudo, nas cidades de Judá e nas ruas de Jerusalém, que estão devastadas, desabitadas, sem homens nem animais, mais uma vez se ouvirão as vozes de júbilo e de alegria, do noivo e da noiva, e as vozes daqueles que trazem ofertas de ação de graças para o templo do Senhor, dizendo: "Dêem graças ao Senhor dos Exércitos, pois ele é bom; o seu amor leal dura para sempre". Porque eu mudarei a sorte desta terra como antigamente’, declara o Senhor."

Quero te dizer uma coisa: o espetáculo ainda não acabou! Jesus ainda está no palco da sua vida, mesmo que você pense que Ele já está de saída. Mesmo que você pense que "já era" e que você não consiga enxergar isso, tenha certeza de uma coisa: Jesus te ama! Ele quer restaurar a sua vida!

Abraços!

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Ator querendo ser ator-patrocinador-diretor-...

Estive no ensaio do Natal de Vilas e posso afirmar pra você: está muito bom! Eu dei muita risada. Vai ser um espetáculo incrível e imperdível! Está todo mundo de parabéns!

E aconteceu uma coisa no ensaio que me chamou a atenção. Enquanto as cenas aconteciam no stage, as outras equipes ficavam nos seus devidos lugares esperando a hora de entrar em cena. Quando chegava a hora de ensaiar, entravam no stage, faziam o que era precisa fazer e saíam de cena. Algumas vezes, eu vi alguns grupos do lado de fora repassando a sua parte do espetáculo. Tudo muito bem harmonioso.

Fico pensando que seria tão bom se isso também fosse realidade no cristianismo de hoje em dia…


Em 1ª Coríntios 12:14-22 está escrito:

"Porque também o corpo não é um só membro, mas muitos. Se o pé disser: Porque não sou mão, não sou do corpo; não será por isso do corpo? E se a orelha disser: Porque não sou olho não sou do corpo; não será por isso do corpo? Se todo o corpo fosse olho, onde estaria o ouvido? Se todo fosse ouvido, onde estaria o olfato? Mas agora Deus colocou os membros no corpo, cada um deles como quis. E, se todos fossem um só membro, onde estaria o corpo? Assim, pois, há muitos membros, mas um corpo. E o olho não pode dizer à mão: Não tenho necessidade de ti; nem ainda a cabeça aos pés: Não tenho necessidade de vós. Antes, os membros do corpo que parecem ser os mais fracos são necessários;"

Infelizmente, o que a gente tem visto por aí são pessoas da iluminação querendo ser da sonoplastia; da sonoplastia querendo ser da cenografia; da cenografia querendo ser figurino; do figurino querendo ser ator; e ator querendo ser ator-patrocinador-diretor-… Esses que estão em evidência querem fazer e acontecer. Pessoas querendo dar ordem no próprio Deus!!!

Qual é a dificuldade em cada um fazer a sua parte? Um depende do outro e todos dependemos de Deus! Será que isso é tão difícil? O menor é tão útil quanto o maior.

Um problema é que muitas pessoas ainda não sabem qual é a sua parte no corpo. Vão para igreja todo domingo mas não sabem onde Deus quer usar a sua própria vida. Estão perdidos dentro da igreja, por causa disso não conseguem dar foco em algo específico e "atiram" pra todos os lados. Outros preferem nem mesmo atirar.

Você é uma parte importante do corpo, seja lá qual parte for. Mas eu tenho que te perguntar: Qual é o seu papel no grande espetáculo da vida? Não sabe ainda!!! Ore e busque a orientação de Deus para saber essa resposta e siga em frente!

Abraços!

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Não existe margem para a dúvida!

Esses dias eu tava lembrando de um episódio tenso que aconteceu no Natal de Vilas de 2006. Me lembro que tava a maior correria por causa dos últimos detalhes do evento. Eu tava cheio de coisas pra resolver e via que isso não era algo exclusivo meu. Era fácil perceber que não era! Era só olhar pra galera que tava envolvida com o Natal.

No meio de tantas preocupações e prazos, recebemos uma noticia que fez todo mundo parar por alguns minutos. O clima de correria foi trocado por um clima de tensão. E o que aconteceu foi que uma criança da igreja tinha sido atropelada acidentalmente pela picape do pai e que o carro tinha passado pela cabeça dela. O estado de saúde era gravíssimo e a criança tava indo pro hospital naquele exato momento.

Várias pessoas choravam, muitas outras ficavam num silêncio total, tentando acreditar no que tava acontecendo. Foi quando a gente se juntou pra orar pela criança e pedimos pra Deus operar e fazer um milagre ali no hospital.

Enquanto a criança ia da casa pro hospital, Deus fez um milagre e, o quadro que era gravíssimo, acredite, ficou sendo de apenas escoriações! Nada mais!!! Os médicos não acreditavam no que estava acontecendo ali. Mas nós sabíamos que Deus ouviu as nossas orações! O nome de Jesus foi exaltado e vimos o poder do nosso Deus!

O livro de Hebreus, no capítulo 11, fala de vários exemplos de pessoas, iguais a mim e a você, que são conhecidos como os heróis da fé. Este texto fala dos muros de Jericó que caíram, do mar Vermelho que abriu pro povo passar, do gigante que veio abaixo… e assim por diante!

E o primeiro versículo desse capítulo diz que "a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos."

Quando a Bíblia fala "certeza daquilo que esperamos", o que vem na minha cabeça é: não existe margem para dúvida! Certeza e dúvida são coisas contrárias uma a outra. Ter "fe" em Deus quando as coisas vão tudo muito bem, é fácil. Entre aspas, "eu não preciso de fé pra acreditar que vou acordar e ir pro trabalho no outro dia". Mas somos desafiados por situações que se eu não tiver essa certeza (fé) que Deus é poderoso para fazer um milagre, eu nunca provarei das maravilhas do poder de Deus. Isso é um fato!

Será que você tá vivendo alguma situação que tem angustiado você e feito você pensar mais nesse problema do que propriamente em Deus? Talvez você não consiga ver uma solução. É isso mesmo? Te convido a sair da dúvida! Ela é o contrário da certeza e o contrário da fé.

Em Marcos 11:22 diz:

"E Jesus, respondendo, disse-lhes: Tende fé em Deus."

Ore por isso! Acredite, Deus é "capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós." (Efésios 3:20)

Abraços!

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Não vou fazer nada no Natal de Vilas 2010!

O Natal de Vilas de 2009 foi o meu primeiro ano na equipe de publicidade. Vou confessar que eu imaginava que era teoricamente fácil. Era só escolher uma agência, contratar, cobrar, pagar e pronto. Simples, né?! Grande ilusão! Ao invés de sombra e água de coco fresca, o que eu vi foram dificuldades surgindo de todos os lados, até mesmo de onde eu nem imaginava que poderiam surgir. Coisas que eu dava como 100% prontas, de repente, estavam 0% prontas. Como num passe de mágica. Foi loucura, muita correria, algumas noites de insônia, não imaginava que dava tanto trabalho assim. Não aconteceu 100% das coisas que eu tinha programado. Mas deu certo. Graças a Deus!

Só que, quando acabou o evento eu decidi uma coisa:

- Eu não vou fazer nada no Natal de Vilas 2010!

Eu fico impressionado com a minha facilidade em me iludir com certas coisas. E aqui estou eu, novamente na equipe de publicidade. Novamente cheio de trabalho, novamente perdendo sono, suando a camisa! Pelo menos pude aprender duas coisas com toda essa situação:

1. Não consigo dizer não (mas também não venham me pedir dinheiro. Não posso dar o que não tenho! haha);
2. "Ninguém que põe a mão no arado e olha para trás é apto para o Reino de Deus" (Lucas 9:62)

Estive refletindo sobre as coisas que a gente tem colocado a mão no arado durante a nossa vida. Vi que a lista é grande, e algumas coisas me chamaram muita atenção. Mas queria falar, hoje, apenas sobre uma delas: SANTIFICAÇÃO!

Assim como no Natal de Vilas 2009 e no de 2010, eu tenho enfrentado dificuldades das mais variadas formas, pensei em desistir. Mas não desisti. Eu sei, e tenho sentido isso na pele, que a caminhada com Deus também é um processo difícil, requer disciplina e firmeza de coração. É uma decisão!

Eu aproveito pra fazer as seguintes perguntas pra você: Quantas foram as vezes que você colocou a mão no arado e disse que se comprometeria a fazer o possível e o impossível para ter uma vida pura, lutar contra o pecado, amar a Deus acima de todas as coisas e andar em Seus caminhos? A sua mão ainda está no arado até hoje?

O arado que Jesus colocou a mão tem outro nome: a cruz! E Ele não desistiu de seguir, apesar das dificuldades que enfrentou para se manter firme na decisão que Ele tomou, de descer da glória e morrer pra salvar a mim e a você.

Talvez você esteja super envolvido no Natal de Vilas 2010 e sem tempo para muita coisa. Ou esteja envolvido em algum outro projeto da sua igreja. Ou, até mesmo, não esteja nesse momento envolvido em nada. Independente, Jesus te chama hoje para um compromisso de andar com Ele. Mas andar de verdade!

Coloque a mão no arado hoje mesmo e não solte nunca mais!

Abraços!

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Tem alguma coisa diferente aqui!

Tava lembrando uma vez que fui almoçar no estabelecimento comercial alimentício (vulgo, restaurante. hehehehe) do Eprinelson, em Salvador. Eu já era grande conhecedor da excelente culinária daquele lugar e sempre gostava de ir pra lá, quando estava em Salvador. Um dos pratos que eu sempre comia ali era o Yakisoba. É certo. Se eu for lá, eu tenho que comer o yakisoba, tomar o açaí e comer o sanduíche com pasta de tomate seco (indicação da irmã do Eprinelson). As vezes eu comia tudo isso numa noite só. Mas só quando estava com muita fome. hahaha!!!

Nesse dia pedi um yakisoba com camarão. Quando o prato chegou já fui logo pegando o garfo e, sem muita cerimônia, comecei a comer. Mas, logo na primeira garfada, fui logo falando pro Eprinelson:

- Tem alguma coisa diferente aqui!

Eu olhava pro prato e não via nada de diferente, mas tinha. O sabor era totalmente outro e estava muito melhor. Fui dando uma garfada após a outra, torcendo pra comida não acabar. Queria saborear tudo e deixar o prato limpo. Eprinelson me disse o segredo (mas eu não vou contar). Deixa eu parar de falar de comida que já estou com água na boca!

Quando Paulo escreve em Romanos 12:2: "Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua MENTE, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus", o que ele está querendo dizer é: guardem a sua mente!

Muitos defendem a teoria de que o cristão precisa mudar a roupa, o cabelo, a unha, o estilo de música que ouve, o refrigerante que está acostumado a beber e assim por diante. São tantas teorias, algumas que dá pra ver lógica e outras que são loucuras. Eu concordo que se isso faz você pecar, se isso afeta a sua mente e atrapalha a sua vida espiritual, tem que mudar mesmo. Não pode continuar com isso.

As pessoas podem até mesmo olhar pra você e, não conseguir diferenciar visualmente você das outras pessoas (guardadas as suas devidas proporções. Por favor!), mas quando elas começarem a falar com você, quando começarem a observar a forma como você vive, isso deve fazer toda a diferença na mente dessas pessoas e causar, no mínimo, curiosidade.

O problema é que muitas pessoas pegam essa teoria de que "Deus olha o interior e não o exterior" (e é verdade), mas não mudam nem o exterior e nem o interior! E se dizem santas e cobram a Deus "todas as bênçãos prometidas para o Seu povo". (Está entre aspas, tá bom?)

Assim como, apenas um tempero no Yakisoba, me chamou a atenção e me fez comer saboreando mais do que o normal, se nós tivermos uma mente realmente renovada e voltada para a cruz de Cristo, todas pessoas que chegarem perto de nós irão querer saber o que temos de diferente: Jesus Cristo!

Você tem uma mente renovada? Quando as pessoas chegam perto de você, elas ficam curiosas pra conhecer o que você tem de diferente? Não? Então renove a sua mente!

Abraços!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Fui muito bem recompensado.

Esse ano, lá em Alagoas, quando cheguei na Comunidade Quilombola Filuz, a mesma que tive aquela péssima experiência do post "Caraca, de moto não!", me deparei com uma plantação imensa. Era árvore pra tudo quanto era lado. Pé de laranja, côco, banana, acerola, manga e várias outras frutas.

O legal era que a gente andava por entre as laranjeiras já com o canivete na mão. Era laranja lima, muito doce. Perfeito! Era só pegar uma laranja, descascar, chupar, pegar outra laranja, descascar, chupar e assim por diante até chegar na próxima casa. Eu ficava até tentando não chegar na próxima casa, tava muito bom ali…

Tipo assim, eu precisava de uma recompensa depois de todo aquele sufoco que passei pra chegar até lá, né mesmo? Hahaha!!! E fui muito bem recompensado. Valeu, Deus!!! Fiquei pensando que, se eles plantaram pé de laranja lima, era óbvio que as laranjas seriam doces. Em Gálatas 6: 7b diz que "o que o homem plantar, isso ele também irá colher."

Geralmente a gente usa esse versículo para dizer que se a pessoa plantar inimizade, colherá inimizade; se plantar amor, colherá amor. Mas eu quero trazer uma outra reflexão sobre esse versículo. Um pouco mais abrangente. E pesada.

O próprio livro de Gálatas, no capítulo 5, versículos 22 e 23, fala sobre os frutos do Espírito (confira na sua Bíblia), só que um pouco antes, dos versículos 19 ao 21, ele narra quais são as obras da carne. Que são: "a imoralidade sexual, a impureza, as ações indecentes, a adoração de ídolos, as feitiçarias, as inimizades, as brigas, as ciumeiras, os acessos de raiva, a ambição egoísta, a desunião, as divisões, as invejas, as bebedeiras, as farras e outras coisas parecidas com essas."

Não precisamos ir muito longe pra gente encontrar pessoas que praticam essas obras da carne. O pior de tudo são aqueles que praticam essas obras, colocam uma máscara de "santos" e enganam-se a si próprio. Esquecem que nada, nem as coisas que estão escondidas no nosso coração, estão ocultas diante de Deus.

Quais são os frutos que você tem dado? "Não se deixe enganar: de Deus não se zomba!" (Gálatas 6:7a)

A Bíblia é muito clara quando diz que "quem semeia para a sua carne, da carne colherá destruição; mas quem semeia para o Espírito, do Espírito colherá a vida eterna" (Gálatas 6:8). E em Mateus 3:10 fala: "o machado já está pronto para cortar as árvores PELA RAIZ. Toda árvore que não dá frutas boas será cortada e jogada no fogo."

Cuidado! Talvez você não esteja indo para o lugar que sempre sonhou…

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Depois não diga que eu não avisei!

Em 2007 eu fui acampar durante 4 dias na Chapada Diamantina. Fui sozinho e isso foi bom porque pude ter meus momentos a sós com Deus no meio de uma das mais belas obras de arte que Ele fez!

Teve um dia lá que eu decidi fazer um passeio por pontos turísticos pagando um guia numa agência de turismo de lá mesmo. Escolhi uma agência perto do camping onde eu tava. Vi um pacote muito legal que passava por vários lugares bem legais. Comecei a olhar o folder da agência sobre o passeio que escolhi e percebi um detalhe relacionado ao Morro do Pai Inácio:

- O que levar: casaco.

Essa informação me perseguiu. Quando eu paguei o passeio, a mulher me disse pra não esquecer de levar o casaco. Tava fazendo muito calor naqueles dias que eu tava lá e decidi que, se fizesse calor no dia do passeio, eu não levaria o casaco. E foi isso mesmo que aconteceu. O dia amanheceu lindo, sol brilhando, um calor muito forte já de manhã cedo. Assim que cheguei na agência, o guia foi logo me perguntando se eu tava levando o casaco. Mas eu disse pra ele:

- Tá muito calor. Não vou precisar.

- Depois não diga que eu não avisei! - respondeu ele.

Quando chegamos no pé do Morro do Pai Inácio, comecei a sentir um frio gelado e comecei a me arrepender por não ter levado o casaco. Mas nada é tão ruim que não possa piorar! Começamos a subir e a cada metro o frio aumentava, aumentava e aumentava. Mas enfim chegamos ao topo. Apesar daquela vista linda, só conseguia pensar no meu casaco e no quanto fui burro em ignorar o que todos me falavam. O vento era muito forte e frio. Nessa altura do campeonato, eu já tava contando os minutos pra descer de lá. Sei que não agüentaria muito tempo ali sem o meu casaco.

Isso me faz lembrar de um alerta que tem no livro de Eclesiastes.

- Lembre-se do seu Criador nos dias da sua juventude, antes que venham os dias difíceis e antes que se aproximem os anos em que você dirá: "Não tenho satisfação neles"; (Cap 12:1)

Não seja como eu que ignorei os vários alertas sobre levar casaco, busque a Deus hoje! Lembre-se do seu Criador. Mantenha seus pés firmados na rocha que é Cristo, hoje! Quando os dias difíceis chegarem você se lembrará onde e como encontrar ajuda. E tenha certeza de uma coisa: você vai precisar!

- Busquem o Senhor enquanto se pode achá-lo; clamem por ele enquanto está perto. (Isaías 55:6)

Abraços!

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Como vocês conseguiram escapar?

Histórias de enchentes são as mais comoventes que eu já ouvi. Quando estava em Alagoas com o pessoal da SOS Global, fomos numa pequena rua que beirava o rio. Naquele trecho, entre algumas outras, tinham 7 casas conjugadas (coladas uma na outra). Todas essas casas eram pequenas. Porém, naquele dia, a imagem que tínhamos ali era de devastação total. Vimos um grupo de moradores conversando e fomos lá falar com eles. Depois de um tempinho de conversa, fizemos a seguinte pergunta pra eles:

- Como vocês conseguiram escapar?

Já tinha passado 3 semanas do dia da enchente e essa pergunta provocou, como um efeito dominó, um choro em cada um dos moradores. Era um choro diferente, que só entendemos depois.

Uma mulher, com uma criança de colo começou a responder a nossa pergunta. A casa dela era a primeira das 7 casas conjugadas. Quando ela viu o nível da água subir e invadir o terreno da casa dela, ela pegou a filha e subiu na laje. Pra surpresa dela, quando ela olhou para as casas dos vizinhos, todos eles também já estavam em cima das lajes. Mas as cenas de terror estavam apenas começando. Já estava chegando a noite e a cidade estava sem luz. A água do rio começou a bater nas paredes das casas e o nível continuava a subir cada vez mais. Foi quando ela percebeu que a laje dela começou a tremer. Sem pensar duas vezes, ela pulou para a laje do vizinho. Em questão de minutos, a casa dela desabou bem na sua frente.

Mas ela não imaginava que fosse sentir a mesma sensação novamente. E a laje do vizinho também começou a tremer. Ela, a filhinha e a família do vizinho passaram então para a casa do outro vizinho. E mais uma vez a cena de uma casa desabando aconteceu na frente deles. E assim foi acontecendo casa após casa, até que todas as famílias dessas 7 casas estavam em cima da única que restava em pé.

Estavam todos vendo a morte ali bem na frente deles. Não tinha mais para onde correr, era apenas chorar e esperar as águas levarem a última das casas e, inevitavelmente, leva-los rio abaixo. Foi quando essa mãe gritou bem alto:

- Deus, por favor, nos salve!

Estava tudo escuro. A chuva continuava caindo e todos eles continuaram ali em cima por mais algum tempo, até que, para alívio deles, a chuva parou e as águas começaram a descer. Quando eles viram a rua, desceram da laje e começaram a cantar, chorar e falar palavras de adoração à Deus. Haviam perdido a casa, mas Deus salvou a vida deles. O choro deles era uma mistura de perda com muito agradecimento pela forma como Deus ouviu a voz deles.

Talvez você nunca tenha passado por uma situação em que a morte estivesse a centímetros de você, na casa do lado. Mas eu sei que muitas vezes passamos por situações em que pensamos em desistir. Dias e noites chorando. São problemas que, assim como o nível do rio, só fazem subir, subir, subir, até o ponto que a gente começa a ver o nosso chão desmoronando.

Salmo 70: 5 diz:

- Eu, porém, estou aflito e necessitado; apressa-te por mim, ó Deus. Tu és o meu auxílio e o meu libertador; Senhor, não demore.

Não sei o que pode estar tirando a paz do seu coração agora, mas eu tenho certeza que Deus pode te ajudar. Ele está pronto para te ouvir e para te socorrer. Procure-o com sinceridade. Deixa Deus agir nesse problema que você está passando.

"Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. Portanto não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares. Ainda que as águas rujam e se perturbem, ainda que os montes se abalem pela sua braveza." (Salmo 46:1-3)

Abraços!

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Essa mulher não dormiu!

No post "pra que serve essa camisa?", eu falei de uma cidade de Minas Gerais que fui. Nessa mesma viagem, eu e meus amigos passamos por mais duas cidades: Coronel Fabriciano e Santana de Manhuaçú. Nessa última aconteceu uma coisa interessante.

Chegamos na porta da casa da tia de um dos meus amigos, que era onde a gente iria ficar naqueles dias, por volta das 3h da manhã. Por causa do horário, preferimos esperar amanhecer pra não atrapalhar o sono do pessoal. Mas foi aí que a vizinha, uma senhora de aproximadamente 80 anos, saiu da casa dela e veio perguntar quem era a gente. Meus amigos mineiros foram logo dizendo que eram sobrinhos da vizinha dela e explicou o motivo de a gente estar na rua aquela hora.

Quando ela soube do grau de parentesco deles, imediatamente, ela nos chamou pra entrar na casa dela. Preparou um quarto pra gente dormir, toalha e lençol pra todos. E em questão de minutos, estava tudo preparado. Por mais que a gente falasse que não precisava se preocupar, que a gente se virava em qualquer lugar mesmo, ela não aceitava e ia preparando tudo pra gente se sentir super bem.

Quando a gente acordou, fomos novamente surpreendidos. Tinha uma mesa completa de café da manhã. Pão caseiro, ovo, bolo, alguns tipos de queijo, café, leite, suco. A mesa tava toda preparada. A gente tinha uma certeza: essa mulher não dormiu!

Ela passou a noite toda acordada pra poder preparar as coisas pra gente se sentir em casa. Ela fez tanto por nós que chegamos a ficar constrangidos com tamanho do cuidado e carinho.

No Salmo 132: 3-5 diz:

"Não entrarei na minha tenda e não me deitarei no meu leito; não permitirei que os meus olhos peguem no sono nem que as minhas pálpebras descansem, enquanto não encontrar um lugar para o Senhor Deus".

O cuidado que aquela senhora teve com a gente é o mesmo que o salmista mostra ter com Deus. De não descansar enquanto não ver que o "hóspede" está satisfeito. Não dormir enquanto não perceber que as coisas estão todas no seu devido lugar.

Fazendo uma comparação com essa situação que eu vivi, fico observando que muitas vezes colocamos Deus pra dormir no chão frio da sala ou na varanda, do lado de fora. Não há esforço nosso para Deus se sentir "em casa". Damos a Ele qualquer lugar. Nós temos consciência que certas manias nossas não agradam a Deus, temos certeza das coisas que não estão 100% de acordo com a Bíblia e a gente sempre procura dar um jeitinho brasileiro pra tentar "adaptar" o nosso pecado e torna-lo "santo" ou "inofensivo". São sempre as mesmas frases como "mas eu não vejo problema nisso", "isso é besteira", "tem gente que faz coisas piores" e assim por diante.

Qual esforço você tem feito pra lagar os seus vícios, as suas manias que você sabe que "não deixam" Deus à vontade? Deus quer te ajudar a arrumar a sua vida. Mas você também precisa fazer um pouco de esforço. Peça a ajuda dEle!

Abraços!

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Essa é a grande viagem!

Muitos sabem da viagem que fiz pra África do Sul em 2009. Me lembro que no dia que eu decidi que iria pra lá, eu comecei a fazer várias pesquisas sobre o lugar. Entrei no Google e vi inúmeras fotos, vídeos, pontos turísticos, cultura, moeda, idioma, costumes, comida, procurei igrejas e vi até alguns shows que teriam por lá. Foi uma vasta pesquisa. Aliás, estava indo passar um mês num outro país, iria sozinho e era a minha primeira viagem longa para fora do Brasil. Nada mais óbvio do que eu fazer isso mesmo. A pesquisa foi tão bem feita que, praticamente, não tive muitas surpresas quanto ao que iria encontrar lá. Lógico que pesquisa pela internet não se compara a você estar lá ao vivo, a sensação é totalmente diferente e eu pude ver que a África do Sul é um país extraordinário! Recomendo a qualquer um.

Tive toda essa preocupação em pesquisar tudo o que podia encontrar, apesar de essa viagem ser de apenas 1 mês. Numa viagem de mudança, essas preocupações com detalhes aumentam drasticamente, até mesmo porque você vai passar a viver ali e não somente fazer turismo.

A Bíblia fala de um cara que passou por todo esse processo de mudança: Abrão. Ele não sabia quais eram os costumes do povo da terra pra onde ele estava indo, não sabia nada sobre o clima, tipo de vegetação, se era um povo amigável ou não. Na verdade, ele não sabia nem pra onde estava indo. Ele só tinha uma certeza: Deus estava mandando ele ir. Isso já era suficiente pra fazê-lo sair da casa dos pais, da sua rotina, deixar pra trás os seus costumes, largar tudo pela certeza de que Deus é fiel e iria suprir o necessário pra ele e pra todos os que estavam com ele.

Repare que estamos tão preocupados em fundamentar a nossa teoria sobre fé, sobre o Deus Provedor, mas quando nos deparamos com situações em que Deus nos pede pra sairmos da teoria e irmos para prática, nos tornamos pessoas incrédulas. Nossa devoção dominical e as músicas que cantamos com as mãos levantadas e fazendo caras e bocas apontam pra uma fé inabalável, porém a nossa prática de fé mostra o quanto somos ateus.

Muitos criam inúmeras teorias pra justificar o fato de não vermos mais o mar se abrir, o gigante cair, a muralha se despedaçar e os pães serem multiplicados. Deus não mudou, seu poder e sua fidelidade também não mudaram. O problema é que não encontramos hoje em dia tantas pessoas como Abraão, Moisés, Elias e muitos outros. Isso foi o que mudou.

Faço uma pergunta: o que você está disposto a largar para que a vontade de Deus seja cumprida na sua vida? Vou colocar abaixo uma oração de apenas uma linha. Será que você consegue fazê-la de coração?

- Senhor, seja feita a Tua vontade!

Pense no que essa oração pode acarretar. Se a primeira coisa que vem na sua mente é "vou perder muita coisa", "vou colocar minha vida em risco", "vou sofrer", então sinto-me na obrigação de dizer que o Deus que você serve é falso. Sua motivação está errada! Você está tendo pensamentos pessimista diante do maior dos convites que Deus pode fazer pra uma pessoa: "venha experimentar da minha fidelidade". Esse é o convite que Deus quer que você aceite. Essa é a grande viagem!

Saia da teoria. Venha pra prática!

"Provai e vede que o Senhor é bom. Bem-aventurado o homem que nele confia." (Salmo 34:8)

Abraços!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Valeu a pena!

Ano passado, fui convidado por um casal, que considero como sendo dois dos meus melhores amigos, para ir na, então, futura casa deles pra ajudar a derrubar umas paredes. A casa já tinha quartos, sala, mas mesmo assim eles iriam transformar a casa toda. E eu concordo: era realmente necessário fazer isso!

Pra minha surpresa, as ferramentas que a gente tinha daria pra quebrar, quem sabe, um vidro, mas uma parede… hummm, sei não! Teríamos uma tarefa bem difícil pela frente. Mas a gente já tava lá e não tinha muito tempo pra bate papo. Era pegar o que a gente tinha na mão e derrubar aquela parede.

Pouco tempo depois, começaram a surgir bolhas nas nossas mãos e elas iam estourando uma após a outra. Tiveram alguns dedos martelados, alguns entulhos caindo no pé. Que dia trabalhoso foi aquele!!! Mas conseguimos quebrar tudo, tirar o entulho de dentro e ainda deu tempo de varrer.

Alguns meses depois, entrei na casa deles e tudo estava tudo transformado. As paredes, as portas, a disposição dos cômodos, as cores das paredes, era uma outra casa completamente diferente. Sempre quando chego lá, lembro dos meus dias de pedreiro ali, me sinto em casa por ter participado de toda aquela mudança estrutural e posso dizer:

- Valeu a pena!

Fico aqui pensando que a minha vida e a sua também nada mais é do que um verdadeiro canteiro de obras. Deus vai raspando um orgulho daqui, quebrando um coração petrificado ali, tirando os entulhos de coisas que deixaram marcas num passado recente ou não. O amor vai sendo renovado e o perdão vai entrando nas nossas vidas. A obra vai sendo feita! Dia após dia!

Existem algumas paredes dentro de nós que acabam sendo mais difíceis de serem retiradas. E não venha me dizer que o "pedreiro" é fraco, porque Ele não é. Ele é Todo-Poderoso! Mas a dificuldade é porque a gente insiste em fortalecer essas paredes, pegamos os entulhos e recolocamos todos eles de volta na parede. O pedreiro quebra e a gente insiste em reconstruir.

Até quando isso será rotina nas nossas vidas? Quando é que nós vamos aprender ser ajudantes de pedreiro e não "atrapalhantes" de pedreiro?

Aos ajudantes de pedreiro, fica reservada uma profecia escrita no livro de Isaías, capítulo 53, versículo 11a:

- Ele verá o fruto do penoso trabalho da sua alma, e ficará satisfeito!

Cristo desceu da sua glória, apanhou, foi humilhado, morreu na cruz por nós e ressuscitou. Esse foi o seu penoso trabalho. Eu quero ser ajudante de pedreiro todos os dias, por mais que eu fique com calos nas mãos, por mais que sangre, por mais forte que seja a dor. Eu quero que Cristo fique satisfeito com a minha vida. Todos os dias!

Reflita na obra que está acontecendo agora mesmo dentro de você!

Abraços!

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Pode me pedir o que quiser.

Alguns anos atrás, um amigo meu faleceu repentinamente. Mortes assim causam um impacto muito maior, porque ninguém espera. Me lembro que eu tava indo pro trabalho quando fiquei sabendo da morte dele. Fiquei paralisado.

Ele era um cara de bem, amigo de todos, bom filho… inclusive, o pai dele, que mora no interior da Bahia, toma remédios controlados e o filho era quem pagava todos os remédios.

No dia do enterro dele, muitos amigos e colegas de trabalho foram até o interior, onde seria o sepultamento. No meio daquele clima bem triste e fúnebre, um grande empresário, homem muito rico, foi consolar o pai deste meu amigo e, depois de toda solidariedade, ele disse:

- Toma aqui o meu cartão. Tem todos os meus contatos. Eu sei que o seu filho sempre mandava dinheiro pro senhor. Não se preocupe, pode me ligar a hora que precisar e pode me pedir o que quiser.

Sabendo que quem estava falando com ele era um empresário muito rico, o pai foi logo aproveitando pra fazer o seu pedido. E a primeira coisa que esse pai pediu foi:

- Você pode mandar alguém ir lá trazer o meu filho de volta?

Esse empresário percebeu, nas palavras desse humilde pai, uma coisa: de que adiantava todo o seu dinheiro?

Salomão também passou por essa crise. Em Eclesiastes existem vários questionamentos sobre o trabalho das nossas mãos, como no capítulo 2, versículo 11:

"Olhei eu para todas as obras que fizeram as minhas mãos, como também para o trabalho que eu, trabalhando, tinha feito, e eis que tudo era vaidade e aflição de espírito, e que proveito nenhum havia debaixo do sol."

Focamos as nossas horas, os nossos dias para coisas daqui desta terra. Muitas vezes, a noite chega e o nosso quadro mental é de cansaço. O que ocupou o nosso pensamento durante o dia foram coisas do nosso trabalho, do estudo, coisas dessa vida, coisas que o livro de Eclesiastes diz ser "tudo vaidade e aflição de espírito". Não quero dizer que é pra gente jogar tudo isso pra cima, mas para pensarmos sobre quais são as nossas prioridades. Aliás, pela nossa forma de viver, podemos dizer que somos filhos de Deus ou filhos deste mundo?

O livro de Eclesiastes termina dizendo o seguinte:

"De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo o homem. Porque Deus há de trazer a juízo toda a obra, e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau."

Abraços!

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Quer dizer que as mulheres sofrem mais do que isso?

Os homens vão concordar comigo: não sentir cólica todo mês é uma das inúmeras vantagens de ser homem. É algo maravilhoso! Tenho amigas que já chegaram a desmaiar por causa das dores!

- Deus, muito obrigado por eu ser homem e por não sentir isso todo o mês!

Porém, uma vez que eu fui pego de surpresa. Estava andando por Vilas, logo depois do almoço e, de repente, algo começou a me incomodar. Começou apenas com um incômodo, mas foi piorando, piorando, quando, de uma hora pra outra, veio uma dor tão forte, mas tão forte que eu parei ali mesmo onde estava. Eu não consegui mais andar. Parecia que tinha uma faca dentro de mim cortando tudo lá dentro. Eu não imaginava que um dia eu pudesse sentir isso. Era sintomas de cólica intestinal.

Não sei quem já sentiu isso, mas posso dizer: é desesperador! É uma dor muito forte! Muito mesmo. Óbvio, eu não fiz todo aquele escândalo que as mulheres fazem. Óbvio.

Como bom curioso, fui pesquisar sobre essa dor e descobri algo que fui obrigado a da valor às mulheres. Vi que a dor de uma cólica intestinal é muito inferior à cólica menstrual. Foi aí que fiquei pensando:

- Como assim? Parecia que eu iria "ter filho" ali no meio da rua. Caraca, doía muito! Então quer dizer que as mulheres sofrem mais do que isso?

Não resisti, dei um glória a Deus com muito mais força. Muito mais agradecido. Ele foi muito bondoso em me fazer homem! Te amo, Deus!!!

Mas essa dor, tanto a que eu senti, quanto a que as mulheres sentem, me faz refletir sobre a situação do igreja nesses últimos tempos. Em Isaías 26: 17-18 diz:

"Como a mulher grávida prestes a dar à luz se contorce e grita de dor, assim estamos nós na tua presença, ó Senhor. Nós engravidamos e nos contorcemos de dor, mas demos à luz o vento. Não trouxemos salvação à terra; nem demos à luz os habitantes do mundo."

O quadro de muitas pessoas, infelizmente, é de cólica. Uma dor que vem, passa e não deixa nada mais, a não ser a lembrança. E não é uma lembrança nada legal. Temos visto por aí muito barulho, muitas caras e bocas, tem muita gente levantando as mãos, se dispondo a fazer e acontecer, se contorcendo nos "ajuntamentos solenes" e, por fim, dão à luz a que? De que tem servido toda essa agitação? Esse teatro não vai servir pra nada. Nada! Cólica não gera filhos. O fruto disso nada mais é do que gritaria, choro, expressões e… vento!

E o que é que você tem dado à luz?

Reavalie a sua vida espiritual!

Abraços!

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Se eu pensar em outra coisa, eu morro!

Pra quem não viu Ayrton Senna correr, só digo uma coisa: meus pêsames! Concordo com todos os amantes ou ex-amantes da F1: nunca existiu e nunca existirá um piloto igual ao Ayrton Senna. As manhãs de domingo, quando tinha corrida, eram especiais. Eu passava nas ruas e era impressionante como todas as tvs de bares e lanchonetes estavam passando a corrida. As pessoas até diziam que elas não estavam assistindo F1, mas tavam assistinho Senna correr. O Brasil parava pra vê-lo correr.

Uma vez vi uma entrevista dele a um repórter e, apesar de óbvia, achei a resposta dele muito interessante.

O repórter perguntou o que ele pensava durante uma corrida. Se ele pensava na família, nos amigos, se pensava em chegar em casa…

- À 300km/h se eu pensar em qualquer outra coisa que não seja a corrida, eu bato e morro! Se eu pensar em chegar em casa, eu não chego. - respondeu ele.

Óbvio! Qualquer distração é fatal! Em frações de segundos a curva aparece bem na nossa frente. Fico pensando que também deveria ser assim a nossa corrida na vida espiritual.

Provérbios 4: 25-27 diz:

"Olhe sempre para a frente, mantenha o olhar fixo no que está adiante de você. Veja bem por onde anda, e os seus passos serão seguros. Não se desvie nem para a direita nem para a esquerda; afaste os seus pés da maldade."

Quais são as coisas que tem distraído você? Quais são as coisas que tem feito você perder o foco?

Faça uma lista dessas coisas e coloque todas elas diante de Deus. Peça para ele te ajudar a manter-se focado na pista.

A corrida já começou e você já está dentro do cockpit. Eu quero te encontrar no pódio que Deus, pela sua imensa misericórdia, tem preparado para nós. Como está escrito em Apocalipse 2:10b:

"Seja fiel até a morte, e eu lhe darei a coroa da vida."

Abraços!

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Me dá uma coca-light!

Uma vez eu tava num churrasco comemorando o aniversário de um brother com um galerão de amigos. Tinham todas aquelas cenas bem típicas: música, roda de amigo, muita carne… enfim, tava muito bom!

Eu tava numa mesa bem grande com vários amigos e, no meio da gente, tinha uma pré-adolescente, que com muito amor chamarei de Mafrilânlia.

Ela era uma típica garota obesa (nada contra as pessoas avantajadas horizontalmente…). Enquanto a gente conversava, se divertia, contava piadas, Mafrilânia estava lá com um mega hiper prato na frente, uma coxa de galinha numa das mãos, um pedaço de picanha bem gordurosa na outra e boca toda suja de tanta carne que ela já tinha triturado.

De repente, uma pessoa pergunta pra Mafrilânia se ela queria beber alguma coisa. Prontamente ela responde:

- Me dá uma coca-light!

A pergunta de todos na mesa foi automática:

- Por que uma coca-light?

- Estou fazendo regime. - respondeu ela.

Uma coca-light não vai adiantar de nada pra ela! Pode até mesmo piorar a situação, né mesmo?! E você, acha que ter uma rotina de só ir domingo pra igreja depois de uma semana se deliciando com o pecado adianta de alguma coisa?

Mafrilânia precisa, na verdade, se livrar da carne e das coisas gordurosas se ela quiser, realmente, ter uma vida mais saudável. O mesmo acontece com a nossa vida espiritual. A Bíblia fala em Tiago 1: 21 a 25:

"Portanto, livrem-se de toda impureza moral e da maldade que prevalece, e aceitem humildemente a palavra implantada em vocês, a qual é poderosa para salvá-los. Sejam praticantes da palavra, e não apenas ouvintes, enganando-se a si mesmos. Aquele que ouve a palavra, mas não a põe em prática, é semelhante a um homem que olha a sua face num espelho e, depois de olhar para si mesmo, sai e logo esquece a sua aparência. Mas o homem que observa atentamente a lei perfeita que traz a liberdade, e persevera na prática dessa lei, não esquecendo o que ouviu mas praticando-o, será feliz naquilo que fizer."

Não seja igual a Mafrilânia, siga a risca essa dieta espiritual, crescendo em conhecimento e intimidade com o nosso Deus.

Abraços!

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

A história é a seguinte

Uma vez, lá no Rio de Janeiro, eu e uns amigos precisávamos atravessar uma rodovia estadual. Tinha uma passarela, mas não era tão perto dali. Eu fui logo dizendo pra gente atravessar a pista ali mesmo, já que estavam passando poucos carros naquela hora. Foi aí que o Eurosvaldo (nome fictício. Óbvio!) me falou de uma experiência dele e que, depois disso, nunca mais atravessaria a rodovia.

A história é a seguinte:

Certa vez, à noite, Eurosvaldo e outros amigos foram atravessar aquela rodovia naquele mesmo lugar que a gente tava. Só que eles decidiram fazer uma aposta pra saber quem conseguia chegar do outro lado primeiro. Coisas de adolescentes. Quem nunca brincou de fazer apostas? Eu já! hahaha!!!

Então, quando eles viram que não tava vindo nenhum carro, contaram até 3 e saíram correndo, Eurosvaldo já zombava dos outros porque tava ganhando a corrida, quando, de repente, olhou pro lado e viu um carro vindo em alta velocidade e com os faróis desligados, por isso que eles não tinham visto ele vindo.

Essa é a hora que o coração dispara, a expressão facial se transforma em segundos e o medo da morte… bem, esse sim a gente consegue sentir bem de perto e com força total.

Ele já achava que não tinha mais como escapar. Em milésimos de segundos ele seria atropelado violentamente. Foi aí que outro amigo dele, Jescráucio, o empurrou com toda força e evitou que ele fosse atropelado. Eurosvaldo rolou pelo chão e se ralou todo. Porém, salvo. Levantou-se bem rápido, completamente assustado, e foi logo para o canteiro central. Depois de puxar o ar bem forte pela primeira vez após o enorme susto, foi logo olhar pro amigo que tinha salvado a sua vida e agradecê-lo.

Jescráucio salvou a vida do Eurosvaldo em frações de segundos, mas… não conseguiu salvar a sua própria vida. Jescráucio foi atropelado pelo carro e morreu instantaneamente na pista.

Essa cena comove Eurosvaldo até hoje. Ele está vivo porque Jescráucio acabou morrendo em seu lugar.

Jesus Cristo também "se entregou a si mesmo como resgate por todos" (1 Timoteo 2:6a). O amor de Cristo por nós é tão grande, que Ele, mesmo sendo Deus, veio ao mundo em forma de homem, para que, através da morte dele, a gente tivesse vida e encontrasse salvação.

"Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos." (João 15:13)

Sendo Deus, Ele ressuscitou, mostrando todo o Seu poder! Ele vive hoje!

Talvez você precise, agora mesmo, decidir em seguir aquele que salvou a sua vida através da sua própria morte. "Jesus Cristo deu a sua vida por nós" (1ª João 3:16b). Se você quiser fazer isso agora mesmo, feche os seus olhos aí onde você está e, com as suas próprias palavras, fale isso pra Ele.

Caso você queira conversar melhor, me mande um e-mail: cleberdacruz@gmail.com.

Abraços!

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Vou morrer!

Uma vez, quando eu morava no Rio de Janeiro ainda, saí com um primo e um amigo dele, que vou chama-lo carinhosamente de Vasfrânio. Nesse dia era aniversário da cidade de São João de Meriti e tava tendo uma grande festa num espaço em frente a um shopping, com direito a parque, rodeio, circo e show de bandas e cantores. Era perto da minha casa.

Depois que a gente saiu de lá, fomos dar umas voltas pela cidade, pegamos uma reta numa das principais ruas do bairro onde eu morava e, de repente, meu primo puxou o freio de mão e deu um 360º com o carro.

Esse foi o momento tenso. Eu tava sentado no banco do carona e com o braço apoiado na janela. Na hora que ele fez a manobra, a porta abriu e meu corpo foi junto. Não saí completamente do carro, porque fixei meu pé dentro do carro. Mas lá estava eu, com o braço preso na porta, o pé dentro do carro e o corpo esticado. Em frações de segundos, eu estava olhando pro chão passando bem abaixo de mim. Foram os milésimos de segundo mais longos da minha vida. Me lembro que na hora eu pensei:

- Vou morrer!

Foi ai que o Vasfrânio, amigo do meu primo, ficou em pé no banco de trás, projetou o corpo dele para o banco do carona e me puxou pelo pescoço. Doeu pra caramba, mas ele me salvou. Me lembro que passei bastante tempo agradecendo Vasfrânio por me salvar. Toda vez que o encontrava, o agradecia. Mas acabou que cada um seguiu sua vida, sem que um interferisse no caminho do outro. Até mesmo porque nós não éramos amigos. Ele era amigo do meu primo.

Me pergunto: Vasfrânio salvou a minha vida, mas isso causou alguma mudança em mim, além do sentimento de gratidão a ele? Não! Muitas pessoas tem Jesus apenas como seu Salvador. São gratas a Ele por ter "salvado" suas vidas e… nada mais. Na verdade, nós precisamos reconhecer Jesus como nosso Senhor, não somente como Salvador. Isso sim!

A sua relação com quem te salvou é um sentimento de gratidão e isso não está errado, mas a sua relação com o seu senhor é diferente, é uma relação de obediência e a Bíblia diz que obediência mostra que você O ama.

Na primeira parte de João 14:21 Jesus disse: "aquele que tem os meus mandamentos e os guarda" (ou seja, aquele que tem Jesus como seu Senhor) esse é o que me ama."

Isso explica o lance de a gente ver pessoas que se dizem cristãs, salvas, agradecem a Jesus por ter "salvado" suas vidas, mas suas atitudes mostram que isso é o máximo que elas tem por Jesus. São pessoas que olham pra Ele apenas como seu Salvador. Mas só quem obedece aquilo que Cristo nos ensinou, são os que O tem como Senhor.

João 14: 21 termina dizendo que "aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele."

Existe uma seqüência lógica que começa com conhecer os mandamentos, depois, obedecê-los, através disso, provar que O ama e a recompensa é: relacionamento com Deus.

Oro pra que vocês tenham Jesus como Senhor de suas vidas e não somente como Salvador.

Abraços!

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Atendo ou não?

Um dia desses liguei pra um amigo, que chamarei de Eprinelson, perguntando o que ele faria domingo a tarde. Como ele também não tinha nada pra fazer, marcamos de fazer alguma coisa depois do almoço.

Acontece que logo depois do almoço eu fui no meu quarto, olhei pra minha cama, a minha cama olhou pra mim, e… quando percebi o relógio já tava marcando 16:20. O pior é que eu me lembro que no meio do meu sono, eu vi que Eprinelson tava ligando pro meu celular, mas me perguntei:

- Atendo ou não?

Não sei vocês, mas eu, quando estou dormindo, não me responsabilizo pelos meus atos. Quando eu acordei, 16:20, ainda tava com o celular na mão como se estivesse ainda pensando se iria atender ou não o telefonema.

Quando acordei, fui logo mandando um sms pro meu brother Eprinelson, me desculpando porque tinha dormido demais. Só que pra minha surpresa, ele já tinha chegado na minha casa e estava deitado no sofá da sala.

Diferente do que aconteceu nesse episódio, Jesus não tem hora marcada pra voltar! Precisamos estar preparados a todo momento. E outra, Ele não vai ficar deitado no sofá esperando você acordar!

Em 1 Tessalonicenses 5:2-6 diz:

"Pois vocês sabem muito bem que o Dia do Senhor virá como um ladrão, na calada da noite. Quando as pessoas começarem a dizer: “Tudo está calmo e seguro”, então é que, de repente, a destruição cairá sobre elas. As pessoas não poderão escapar, pois será como uma mulher que está sentindo as dores de parto. Mas vocês, irmãos, não estão na escuridão, e o Dia do Senhor não deverá pegá-los como um ladrão, que ataca de surpresa. Todos vocês são da luz e do dia. Nós não somos da noite nem da escuridão. Por isso não vamos ficar dormindo, como os outros, mas vamos estar acordados e em nosso perfeito juízo."

Não durma!

Abraços!!!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Esse aí não sou eu!

Uma vez eu estava com uma viagem à trabalho programada para Teresina, Piauí. Já estava com as passagens compradas, mas faltava reservar o hotel. Foi aí que lembrei de um amigo, que vou chamá-lo de Berosvrênio. Como ele viaja bastante "praqueles" lados, perguntei se ele tinha um hotel bom que pudesse indicar pra mim. Nessa hora eu fui surpreendido por ele.

Berosvrênio pegou o telefone, ligou pra um hotel que conhecia lá e foi logo falando pro gerente:

- Bom dia, aqui é Berosvrênio, tudo bom? Olha só, estou ligando pra dizer que está indo pra Teresina nesse próximo final de semana um dos maiores diretores daqui da empresa. Ele está indo visitar as lojas de Teresina e fazer algumas negociações importantes para a empresa. Falei pra ele que o hotel de vocês é o melhor da cidade. Coloque-o no melhor quarto. Ok?

Depois de mais alguns minutos, Berosvrênio me disse que já tinha reservado o hotel. Foi aí que eu disse pra ele:

- Ué, mas esse aí não sou eu!!!

- O importante é que seu hotel já está reservado! - respondeu ele.

Tenho falado com alguns amigos sobre algo e queria falar pra vocês também. Particularmente, eu acho assustador perceber que o Cristo que está sendo pregado por muitos não é o Cristo que encontramos na Bíblia. Assim como eu na situação acima, fico imaginando Jesus dizendo:

- Ué, mas esse aí não sou eu!!!

Temos visto pregações de um cristianismo baseados no tradicionalismo, na renovação, temos o cristianismo do "sapatinho de fogo" de um lado, da prosperidade do outro, misturados ao cristianismo dos "mistérios de Deus" e assim por diante e por diante e por diante… porém tenho sentido falta do cristianismo baseado na essência de Deus: O AMOR.

Quantas igrejas você pode contar que a marca delas é o amor? Aquele amor escrito em 1ª Coríntios 13: 4-6:

"O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade."

E ainda vou mais além. Quantas pessoas, incluindo eu e você, são conhecidas como pessoas que amam? Repito: incluindo eu e você!!! Se nós somos a igreja, então precisamos marcar a nossa geração demonstrando amor. Um amor verdadeiro, o verdadeiro cristianismo.

"Amados, visto que Deus assim nos amou, nós também devemos amar-nos uns aos outros." (1João 4:11)

Esse é o verdadeiro cristianismo.

Abraços!

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Os santos e os pecadores

Quando eu era mais novo, sempre tive algumas pessoas como grandes exemplos de fé e de intimidade com Deus. Eram, na sua maioria, pastores. Eu fazia de tudo pra ouvi-los falar, pra ter um contato mais próximo.

Me lembro de alguns que marcaram uma fase da minha vida. Tinha um casal de pastores que quando eu sabia que eles estavam na cidade, cancelava tudo pra poder ir ouvi-los falar. Sempre saía de lá vibrando somente por ouvi-los, sem ao menos ter conversado com eles.

Já outro, eu lia livros, lia artigos e via tudo que estava relacionado a ele. Tudo! Bastava eu saber que tinha o nome dele no "bolo", que eu fechava os olhos e ia, sem me preocupar com maiores detalhes. Não posso negar: sempre fui muito edificado com tudo o que vi, ouvi e li.

Mas vieram as quedas. Vi pessoas que eu tinha como exemplo de santidade, caindo em pecados abomináveis, era como se um castelo que eu construí pra eles tivesse desmoronado bem ali na minha frente. Me decepcionei.

Me lembro que uma vez eu comentei com minha avó sobre isso. E ela, com toda experiência, me deu a seguinte resposta:

- A diferença do pecado deles pros meus, é que, os deles, todos ficam sabendo. Os meus não!

Ela conseguiu numa única resposta me fazer viajar pra longe. Tanto que até hoje curto momentos vividos nessa viagem!

Percebi que era tão pecador quanto eles. Percebi que merecia tanto da misericórdia e do perdão de Deus quanto eles. Percebi, também, que existem apenas dois níveis espirituais na vida cristã:

Os santos e os pecadores

Todos os que estão no nível que você está, estão iguais. Na mesma altura. Não existem sub-níveis. Ninguém está um pouco mais alto nem um pouco mais baixo que o outro.

A Bíblia diz que "quem quebra um só mandamento da lei é culpado de quebrar todos." (Tiago 2:10).

Eu, Cléber, posso cometer um pecado que deixe vocês sentindo o mesmo que eu senti com esses pastores. Não estou premeditando nada, mas apenas quero dizer que não existe ninguém mais santo do que ninguém, não existe ninguém mais pecador que ninguém. Sou tão pecador quanto qualquer um, sou tão merecedor das misericórdias de Deus quanto qualquer um. Estamos todos no mesmo nível. Somos todos pecadores!

- Todos pecaram e estão afastados da presença gloriosa de Deus. (Romanos 3:23)

Isso nos nivela e faz com que a gente tenha o mesmo sentimento quando encontramos um outro pecador, seja ele quem for, independente do que ele tenha cometido:

- Estamos no mesmo barco.

"E o amor é isto: não fomos nós que amamos a Deus, mas foi ele que nos amou e mandou o seu Filho para que, por meio dele, os nossos pecados fossem perdoados. Amigos, se foi assim que Deus nos amou, então nós devemos nos amar uns aos outros." (1 João 4:10-11)

Esse versículo falou tudo!

Abraços!

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Eu vou me casar!

Calma galera, calma! Ainda não é sobre o meu casamento! Ainda não!!! hahaha!!!

Então, um tempinho atrás eu tava numa roda de amigos conversando assuntos totalmente aleatórios, nada assim que chamasse muita atenção. Mas essas conversas que são legais, né mesmo? Era aquele tipo de conversa que quando você faz uma retrospectivas dos assuntos que foram falados, você nem acredita que conseguiram falar daquilo tudo!

De repente chegou uma pessoa na roda. Vou chamá-la de Riseuda (eu sei que poderia colocar um nome mais bonito, mas deixa esse aí mesmo!). A gente não tinha muita amizade com ela, por isso não sabíamos muitos detalhes da vida dela. Pois bem, a tão famosa Riseuda chegou na roda com uma notícia que chamou a atenção da galera:

- Eu vou me casar!

E o que nos surpreendeu mais ainda era que ele tava com os convites de casamento nas mãos pra entregar pra gente. Obviamente ela tava super feliz, né!

Foi aí que entrou em cena a Stephanie (eu sei que poderia colocar um nome mais feio, mas deixa esse aí mesmo!). Essa era totalmente o contrário. Super disposta, uma promoter de primeira. Estar num ambiente com ela sem ouvi-la é algo impossível.

Assim que Riseuda entregou o convite, Stephanie se levantou, ficou super empolgada, abraçou Riseuda e já foi logo perguntando:

- Precisa de ajuda? Eu tenho vários contatos. Deixa comigo!!! Poxa, tô super feliz!!!! - e deu um outro abraço na Riseuda, agora, grande amiga.

Tava todo mundo super feliz. Primeiro por Riseuda casar e convidar a gente, mesmo a gente não sendo grandes amigos dela, e, segundo, por ver a empolgação da Stephanie em ajudar. Conhecíamos a Stephanie e sabíamos que ela era fera nisso.

Mas quando Riseuda virou as costas Stephanie pegou o convite de casamento, rasgou em vários pedaços na nossa frente, jogou na lixeira e disse:

- Vocês acham que eu vou mover uma palha pra esse casamento acontecer? Eu não tô nem aí pra ela! - logo depois, ela saiu do meio da gente.

Ficamos em silêncio total e sem reação. Ninguém acreditava no que estávamos vendo!

A Bíblia diz:

- É melhor não fazer voto do que fazer e não cumprir. (Eclesiastes 5:5)

Vejo muitas pessoas fazendo votos à Deus em momentos especiais como cultos, retiros, congressos missionários, dizendo "Meu Jesus eu creio em Ti e eu irei aos confins da Terra", mas quando "saiem" da presença de Deus (como se fosse possível) e já vão logo dizendo:

- Você acha que eu vou mover uma palha pra isso?

Pior é quando fazem votos de compromisso com Deus cantando "eu quero me esvaziar de mim (…) e de tudo que me afasta de Ti, Jesus" e na primeira oportunidade, ou até mesmo antes da primeira oportunidade, a boca e os pensamentos já estão cheios de coisas que o afastam de Jesus! Até quando isso acontecerá? Você pode dar fim nisso hoje mesmo!

Quero terminar com Apocalipse 2:4 e 5!

- Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres.

Abraços!

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O que o professor vai fazer?

Na minha época de faculdade, eu tive um professor que era sinistro! Pensa num cara inteligente: é ele!!! Mas pense também num cara carrasco: é o próprio! Eu sempre tive dois sentimentos quando tinha aula dele: admiração e medo. Era loucura!

Se durante as aulas, já era sinistro, imagina em dia de apresentação de trabalho… Aí é que ficava tenso mesmo! A gente precisava de uma unidade da SAMU na porta da sala (um pouco de exagero não faz mal a ninguém! hehe!!!)

Teve um dia que ele marcou pra apresentações de trabalhos. Em toda turma tem aquela galera que apresenta de boa, sem problemas, mas em compensação tem algumas outras pessoas que só fazem a turma passar vergonha. Como a gente não tinha conseguido reservar o projetor (datashow), tivemos que apresentar com o retro-projetor mesmo (aquele que usa transparências). O professor ficava sentado na última fileira da sala vendo as apresentações uma a uma. Mas uma garota chamou todas as atenções naquele dia.

Ela pegou todo o trabalho escrito, imprimiu todo em transparência, projetou na parede, ficou de costas pra todo mundo e começou a ler sem intervalos, sem interação, sem nada. Apenas se concentrava em ler todo o trabalho escrito dela. Ninguém acreditava que ela tava fazendo aquilo. A pergunta que todo mundo fazia era:

- O que o professor vai fazer?

Foi nessa hora que ele levantou lá de trás, sem que ela percebesse, andou por toda a sala, passou pela frente dela, abaixou, desligou o retro-projetor e falou pra ela se virar e apresentar o trabalho pra turma e não pra parede. Óbvio que a garota só conseguia chorar a partir daquele momento, completamente envergonhada. Na sala, todo mundo pensava a mesma coisa: a garota é muito burra e o professor é carrasco! A garota não tava preparada pra apresentação do trabalho e levou nota zero. Óbvio!

E será que você está preparado pra apresentação do seu trabalho da vida espiritual? Você é aquele tipo de aluno que só sabe a teoria e na prática as coisas estão desandando? Qual a nota que você merece receber? A nota que você tira define pra onde você vai! Esse trabalho não precisa de dia marcado para a apresentação. Acontece todos os dias. No trânsito, na rua, em casa, no trabalho, na escola, faculdade…

A Bíblia diz:

- Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a Palavra da verdade. (2 Timoteo 2:15)

Pare alguns minutos agora mesmo, analise o seu desempenho espiritual, seja sincero com o Deus que conhece o mais profundo dos seus pensamentos, peça perdão e sinta-se amado por um Deus infinito em amor!

Deus confia em você!

Abraços!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Pra que serve essa camisa?

Alguns anos atrás, eu fui pra Minas Gerais com uns amigos e ficamos numa cidadezinha chamada Presidente Soares. Aquela típica cidade de interior. Apenas uma rua principal, a igreja católica, a praça… Cidade de interior é tudo igual. Só muda o endereço.

Lá a gente ficou numa casa tão distante do centro da cidade e tão no meio do nada, que pra ir na casa do vizinho, tivemos que ir de carro. Mas apesar de tudo… foi muito bom aquele tempo que a gente ficou ali.

Todas as luzes da casa ficavam apagadas durante a noite e, nas duas noites que passamos lá, foram noites de lua cheia. A claridade da lua já era suficiente pra iluminar tudo. Nada se compara à claridade do céu visto de uma cidade do interior!

Me lembro que numa das noites, teve um jogo da Seleção Brasileira de futebol. Não me lembro contra quem. Mas antes de a gente ligar a TV pra assistir o jogo, aconteceu uma coisas que eu nunca tinha visto antes. Como eu era o que estava sentado mais próximo da televisão, o dono da casa me deu uma camisa velha que mais parecia um pano de chão. Eu não entendi nada. Aí eu perguntei pra ele:

- Pra que serve essa camisa?

- Pra espantar os insetos! - Respondeu ele.

Continuava sem entender nada. Não tava sentindo nenhum mosquito, nenhum inseto, nada! Tava tudo tranqüilo. Mas quando ligaram a televisão… A tela foi invadida por uma nuvem de insetos. Aí eu entendi o porque da camisa e também entendi porque o pessoal da casa sentou, malandramente, longe da TV. Eram insetos pequenos, grandes, curiosos, feios. De todos os tipos. Uma incrível biodiversidade de insetos!

Hoje, sem todos aqueles insetos chatos e insuportáveis, eu consigo refletir sobre aquela situação. Enquanto a TV estava desligada, nenhum deles se aproximava dela, mas, desligada, servia apenas como enfeite do ambiente.

Deus nos chamou para sermos "luz do mundo" (Mateus 5:14), cumprirmos aquilo que Ele nos designou fazer (Mateus 28:19), mas a vida não será fácil. Quando a luz brilha, os "insetos" vão surgir na nossa frente, tentando impedir o nosso trabalho, tentando ofuscar a Luz de Cristo em nós. Isso é algo totalmente natural. Não tem como fugir.

Por várias vezes você vai se sentir triste, cansado, esgotado, até mesmo, um derrotado. Só que foi pensando exatamente nisto que Jesus disse para aqueles que estão dispostos a brilhar e não ser apenas um mero enfeite de ambiente:

"Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo". (João 16: 33b).

Não se deixe desanimar. Não se sinta um derrotado. As lutas fazem parte da caminhada com Cristo. Mas Ele está contigo! Peça ajuda pra Ele. Mantenha-se firme na Rocha que é Cristo. E que no final da sua vida, você possa falar o que Paulo disse:

- Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé. (2 Timóteo 4:7)

Estamos juntos nessa corrida!!!

Abraços!

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Um dos meus piores aniversários!

Um grande amigo meu fez aniversário um dia desses. Eu não vou citar o nome dele porque não peguei a autorização. hahaha!!

Pra mim, aniversário é como um dia qualquer, eu não costumo me empolgar tanto com o meu aniversário, mas eu sei que tem pessoas que o mundo pára no dia do seu aniversário. É feriado!!! É dia de curtir com a família, com os amigos, com o cachorro, o papagaio, com a tartaruga. Com quem quiser. Mas o importante é curtir! Eu conheço pessoas que fazem até contagem regressiva:

- Tá chegando, tá chegando!!! Só faltam 364 dias pro meu aniversário! - Tem doido pra tudo!!!

Pois bem… Esse meu amigo teve um dia muito normal no dia do aniversário dele. Normal até demais. Foi trabalhar como qualquer dia, depois foi pra faculdade e recebeu uns tímidos "feliz aniversário", uns tapinhas nas costas, alguns apertos de mão, algumas ligações e sms durante o dia, mas nada que o empolgasse tanto. Por dentro dele, havia uma expectativa para o Grande Dia, aliás era seu aniversário! Foi tanto, que ele chegou a falar pra alguns amigos da faculdade:

- Este é um dos meus piores aniversários!

Fico imaginando o "ânimo" dele, porque pra chegar ao ponto dele falar isso… Restava pra ele apenas fazer uma coisa: passar na casa da namorada (que por sinal também é uma pessoa fantástica).

Mas foi exatamente ai que a história começou a mudar! Ele não esperava que a namorada (e futura esposa. Hehe!!!) dele tivesse chamado a família e alguns amigos para uma festa surpresa! Todos na festa já sabiam, mesmo antes dele chegar, o que ele tinha falado pros amigos da faculdade, que também foram pra casa dela. Quando ele viu todo mundo escondido na cozinha, cantando "parabéns pra você"… O rosto dele mudou! Ele ficou tão feliz e sem graça que escondeu o rostou na parede. Vimos ali o quanto valeu a pena estar com ele. O que antes era desânimo, passou a ser alegria por estar com pessoas que ele ama.

No exemplo desse meu grande amigo, o desânimo durou um único dia. Mas quantas vezes passamos por verdadeiras batalhas na nossa vida que duram dias e mais dias, meses e mais meses sem solução. Existem pessoas que já enfrentaram ou estão enfrentando agora mesmo verdadeiras guerras que chegam a durar anos onde não conseguem dormir direito, nem mesmo dar um sorriso sincero, aquele que vem do fundo da alma.

Esse meu amigo foi procurar a namorada e ela, sem que ele desconfiasse, já tinha preparado uma festa surpresa pra ele.

Quando Jesus diz "venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso" (Mateus 11:28), é um sinal de que, se você realmente for até Ele, a festa vai começar! A lutas são tantas que não deixam a gente desconfiar de nada, nem imaginar o que está vindo por aí. Mas precisamos confiar em Cristo! Descansar nEle. Acredite, você vai comemorar essa grande festa que Ele já preparou pra você. A comida já está na mesa, os convidados já chegaram. Só está faltando você!

Não demore!!!

Abraços!!!

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Ah, você que é Cleber?

Trabalhei longos anos no setor de Pós-Vendas da Insinuante. Cada dia era um problema diferente, um mais louco que o outro. Apesar de tudo, eu gostava muito de trabalhar ali resolvendo os problemas dos clientes.

Um me chamou bastante atenção. Era dezembro, perto do natal. Uma senhora, que estava com um problema na sua TV, já tinha recorrido ao fabricante e nada tinha sido resolvido, resolveu entrar em contato com a gente e lá estava eu!

Foi uma semana inteira intermediando a situação, pressionando o fabricante pra resolver o problema da mulher. Ela me ligava todo dia querendo saber como tava o andamento das coisas. Enfim, autorizaram a troca da TV dessa senhora e ela ficou super satisfeita. Não parava de me agradecer.

Nesse setor, o sábado sempre foi o dia em que a gente mais ia trabalhar com roupas informais. Nada de camisa social, sapato… era o dia que a gente colocava a calça jeans, uma camisa de algodão, bem à vontade. Pois bem, eu pensava que aquela história já tinha acabado. Mas me enganei! Justamente num sábado, o segurança da empresa veio na minha sala dizer que tinha uma senhora na portaria querendo falar comigo. Lá fui eu, calça jeans surrada, camisa de algodão, tênis… Quando cheguei na portaria, tinha uma senhora de aproximadamente 60 anos, super arrumada, colar, brinco, parecia uma árvore de natal (hahaha!) e com uma garrafa de vinho e um panetone na mão. Cheguei pra ela e fui logo perguntando:

- Tudo bom. Em que posso ajudar?

- Eu estou esperando o Cléber. Eu vim falar com ele. - respondeu ela.

- Sou eu. - respondi.

De repente, ela me olha de cima pra baixo, com uma cara de decepção e solta um seco e cabisbaixo:

- Ah, você que é Cleber?

Depois que respondi que sim, a senhora em frações de segundos, me agradeceu, me entregou o vinho e o panetone e desapareceu. Foi tudo muito rápido, quase não tive tempo de agradecê-la. Acho que ela estava esperando um senhor de 60 anos, alto, cabelos grisalhos… rico. Eu não era o que ela imaginava. Eu não sei se foi a minha voz ou a forma calma como eu falava que fez a mulher ter uma outra imagem de mim.

Vejo que temos vivido tempos onde cada vez mais, a imagem que passamos nem sempre reflete quem realmente somos. Pessoas dóceis, amorosas, fortes, seguras nas suas decisões e muito mais, escondem por dentro pessoas totalmente diferente. Acabadas, cansadas dos problemas, do trabalho, da família, cansadas, até mesmo, da própria vida.

Será que a imagem que você tem passado, reflete quem você realmente é? Você é quem você parece ser? Será que por trás dessa pessoa alegre, dinâmica, participativa, trabalhadora, está uma pessoa que precisa de uma ajuda urgente?

Faça essa oração:

"Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos. E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno." (Salmo 139: 23-24)

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Cadê o "baiano"?

Uma vez eu fui num acampamento lá em Curitiba. Eu já morava em Salvador. A viagem tinha tudo pra ser maravilhosa, não fosse um detalhe.

O vôo era de manhã bem cedo, deu tempo de ver o Bom Dia Brasil da Rede Globo. Quando foram falar do tempo, eu fiquei congelado na frente da tv. Em Salvador tava marcando, de manhã, algo em torno de 28º C e em Curitiba… 0º!!! Passei bastante tempo arrumando a mala pra agüentar o frio que imaginava que fosse pegar lá. Eu vesti uma calça normal, uma camisa simples e um tênis. Na hora que vi a notícia, levantei e saí correndo até a mala pra colocar mais roupas no corpo. Coloquei um par de luva, outra calça, casacos… Tava gordo de tanta roupa que tinha vestido. hahaha!

Quando o avião chegou lá no aeroporto de Curitiba, o céu tava lindo, azul, sem nuvens… pensei que a meteorologia tinha errado de novo!

Na verdade, eu é que tava errado! Apesar do céu limpo, o frio tava insuportável. Minha mão quase ficou grudada no carrinho de bagagens. Mas o pior estava por vir! Fiquei sabendo que o lugar do acampamento era numa serra do Paraná e não em Curitiba. Eles disseram que era mais frio que a capital. Pensei em voltar pra Bahia. Aqui o sol esquenta de verdade!

Na primeira noite, peguei o meu cobertor e fui dormir. Mas percebi que ele só servia pras noites "frias" de Salvador, com termômetro marcando 20º C. Lá tava abaixo de 0º. Solução? Tirei as roupas da mala, literalmente entrei na mala, joguei as roupas por cima e peguei o colchão de uma outra cama que tava vazia e joguei por cima de mim. Orei pra Deus não deixar eu morrer congelado. Tive medo. É sério! Dessa vez não é brincadeira! Fiquei com medo de morrer mesmo!!!

Acordei com os paranaenses perguntando:

- Cadê o "baiano"? - Apesar de ser carioca, eles me chamavam de baiano por morar na Bahia.

Eu tava embaixo daquilo tudo! Por um milagre, eu tava vivo! Eu achava que tinha levado roupas de frio suficiente pra me esquentar. Tinha certeza disso! Mas tava errado!

Fico aqui pensando que no dia que Cristo voltar, levaremos apenas as coisas necessárias para a grande "prestação de contas", frente a frente com Deus Pai!

Nossa vida aqui nada mais é do que um "arrumar de malas" pra maior de todas as viagens. Uma viagem pra um lugar onde ficaremos por lá eternamente! Onde? Vai depender da sua mala.

Fico preocupado com as coisas que temos colocado na nossa mala. Vejo pessoas colocando orgulho, rancor, egoísmo, cada vez mais tirando o amor de dentro da mala… Amamos ao próximo, desde que ele seja nosso amigo, não seja da nossa família e nunca tenha pisado no nosso calo. Aí, sim, o amamos! Queremos sempre estar por cima. Sempre achamos que estamos certos, mesmo quando, no fundo no fundo, sabemos que não estamos.

A Bíblia é muito clara quando diz:

"Quem poderá subir o monte do Senhor? Quem poderá entrar no seu Santo Lugar? Aquele que tem as mãos limpas e o coração puro, que não recorre aos ídolos nem jura por deuses falsos. Ele receberá bênçãos do Senhor, e Deus, o seu Salvador lhe fará justiça." - Salmo 24: 3-5

Pare um pouco e veja o que tem dentro da sua mala! Talvez você precise refazê-la por completo. Jogar tudo no chão e arrumá-la novamente. Se for isso mesmo, não perca tempo. A gente não sabe a hora que começa a nossa viagem!

Abraços!